A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol – Haruki Murakami (Livro)


Vamos fazer um pequeno intervalo nos filmes por agora pois tenho uma excelente alternativa para recomendar.
A minha mulher sabendo do meu interesse por estas coisas orientais ofereceu-me pelo Natal um par de livros do escritor Japonês, Haruki Murakami nos quais eu já andava de olho há algum tempo.

Sempre tive a sensação de que os livros deste autor teriam qualquer coisa de especial mas nunca pensei que viesse logo a gostar tanto precisamente do primeiro livro que li dele. Vou agora passar ao segundo titulo mas se o resto da obra tiver mais ou menos as mesmas características que este [“A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol“], então definitivamente Murakami irá tornar-se no meu escritor favorito.
Li o livro de um fôlego e foi um daqueles que nem me apetecia parar de ler, pois há muito que não encontrava uma história tão cativante, apesar de aparentemente simples e estar narrada de uma forma aparentemente ainda mais simples mas que sabe claramente como nos manipular emocionalmente sem entrar em grandes dissertações.

Ainda gosto menos de referir o conteúdo de um livro do que gosto de contar uma história de um filme a quem nunca o viu, por isso não irei contar nada sobre , mas não posso deixar de recomendar este título a toda a gente que costuma gostar do cinema romântico que tenho aqui recomendado no blog.
A capa do livro faz referência ao “Casablanca” e tenho que concordar que está bem feita, pois na verdade até o ritmo de alguns diálogos me lembraram as minhas cenas favoritas com o Boggart nesse filme, no entanto achei-o bastante mais próximo de “In the Mood For Love” pela forma nostálgica como percorre as emoções dos personagens e conta uma história baseada na saudade e no desencontro.

Recomendo vivamente este livro a toda a gente que costuma vir a este blog á procura de recomendações sobre filmes românticos orientais pois vão encontrar aqui tudo aquilo de que certamente mais gostam neste estilo de histórias.
É um livro fantástico na sua aparente simplicidade mas que aposto irão colocar num lugar especial na vossa estante.
Se quiserem saber mais sobre ele sugiro que sigam para este blog que eu também já adicionei aos meus favoritos e onde poderão encontrar uma análise mais profunda do titulo e que no fundo diz mesmo tudo aquilo que eu gostaria de poder dizer mas cujo as palavras agora me escapam pois ainda estou a pensar no livro desde que o acabei de ler há umas horas.