CINEMAsiatico.wordpress.com

Zhan Guo (The Warring States) Chen Jin (2011) China

4 comentários


Eu deveria ter suspeitado que [“The Warring States“] teria qualquer coisa errada quando a primeira coisa que notei no trailer desta produção foi que o guarda roupa era estranhamente parecido com o que se pode ver no excelente , “An Empress and the Warriors“.

Aquelas armaduras pareciam-me familiares e sinceramente pensei que alguém teria aproveitado alguns restos desse outro filme para poupar uns cobres no design e não liguei muito. Na verdade até me deixou mais curioso pois pelo trailer até parece  um filme com potencial a um primeiro olhar.
Não se enganem.
É mau, mas mau mesmo e nem consegue entrar naquele nível do tão-mau-que-se-torna-genial, pois a partir de certa altura torna-se absolutamente insuportável pois [“The Warring States“] é um daqueles filmes para o qual o botão de fast-forward foi inventado.

Por exemplo “The Sorcerer and the White Snake” também de 2011, pode não ser própriamente uma obra-prima e ter efeitos especiais atrozes mas ao menos compensa na imaginação e na própria realização. Coisa que não acontece de todo em [“The Warring States“] pois é um bom exemplo de como um mau realizador, aliado a uma má montagem nem sequer pode ser salvo por alguns efeitos especiais interessantes e por paisagens estonteantes muito bem fotografadas.

Raramente concordo com muitas das reviews de cinema oriental no IMDB mas desta vez faço minhas as palavras de todas aquelas pessoas que perderam duas horas das suas vidas a tentar encontrar algo de realmente bom em [“The Warring States“] e tiveram que  ventilar as suas frustrações online quando acabou; talvez a jeito de aviso para que mais pessoas não caiam na tentação de pensar que o filme até poderá ser menos mau do que o pintam.

Mas afinal o que há de tão mau nesta produção ? Bem…tudo.
Começa como épico de guerra com uma batalha supostamente espectacular mas que logo cedo se torna num imenso catálogo de tudo o que vai ser mau no resto do filme.
A realização é atroz, a montagem é completamente caótica e o esforço para meter estilo quase Anime é constante e constantemente se espalha ao comprido em tudo o que supostamente seria sequência que emocionasse o espectador.
As coreografias são , diria…amadoras, o estilo do filme varia quase de frame para frame, os inserts gore com decepações de membros são ridiculos, a montagem em slow-motion (e ás vezes quase que diria “stop-motion“), tudo parece uma atabalhoada produção televisiva mal definida e desde início se nota que o realizador parece ter perdido o rumo ao projecto.

[“The Warring States“] é um épico sem ponta por onde se lhe pegue. Os personagens parecem sofrer de uma gritante falta de casting e o filme nunca se decide em que género se insere. Começa por pretender ser um épico de guerra ao estilo “Red Cliff” ou “Three Kingdoms“, mas logo entra por um registo de comédia sem graça absolutamente nenhuma , muito graças ao personagem principal que deve ser dos gajos mais irritantes que apareceu num filme recente. O personagem não se define e se durante a maior parte da história protagoniza uma série de gags sem piada nenhuma com momentos em total estilo slapstick , noutros parece pretender ser um protagonísta dramático a sério e o filme alterna entre qualquer coisa que se parece com um épico de guerra, a comédia parva sem graça nenhuma, o filme de intriga palaciana protagonizado pelo maior número de personagens sem qualquer carísma que já se viu num filme destes e uma love-story sem qualquer chama, muito prejudicada por tanta indefinição no argumento central que se ramifica demasiado em vários tipos de filmes sem nunca seguir um rumo concreto.

[“The Warring States“] parece um filme feito com restos de todos os outros filmes que vocês já viram, não só a nivel de guarda-roupa, mas principalmente no que toca á história. E mesmo aí, o seu grande problema é precisamente parecer-se com algo escrito a partir de bocados deitados fora por outros argumentistas. Como se alguém tivesse ido escavar o balde do lixo dos argumentistas de “Red Cliff“, “An Empress and the Warriors” e “Three Kingdoms” e acabasse por colar o melhor-do-pior que teria sido rejeitado por esses filmes. É esta a sensação que percorre o espectador durante toda a duração deste filme e é pena.

É que, mas que raio….nem Ben-Hur escapa !! Sim, esse !!
Gostam de filmes com corridas de quadrigas ao melhor estilo clássico ? [“The Warring States“] tem talvez a pior, mais desinteressante, previsível e sem qualquer pingo de suspanse corrida de cavalos algumas vez filmada.
Não só a falta de personagens realmente interessantes retira logo metade do interesse de toda a sequência, como mais uma vez, também estas supostas cenas de acção voltam a ser um catálogo de como não se deve filmar ou montar este tipo de sequências de aventura. Simplesmente não funciona e em vez de entusiasmo só provoca bocejos.

O mesmo vale para a suposta história de amor. Não tem piada nenhuma. Não por ser previsivel mas porque tudo o que há de errado no resto se reflete demasiado  também aqui.
Além disso, só de olharmos para o ar de carneiro mal morto em estilo reencarnação oriental do Lionel Richie com que o heroi se passeia pelo filme desejamos que ele nunca consiga tocar com um dedo na princesa da história, o que não abona muito para a necessária química romântica do suposto drama.

Portanto com tudo isto não deixa de ser extraordinário como raio é que [“The Warring States“] teve honras de ser lançado inclusivamente nas salas de cinema nos Estados Unidos este ano !!!?!
Mas que raio ?!!!
Com tanto cinema épico chinés semelhante e realmente bom a pedir uma internacionalização como deve de ser, alguém tem uma boa cunha para meter isto no mercado ocidental ?!
São filmes como este que dão mau nome ao cinema oriental e o facto de ser logo esta obra a ser distribuida no ocidente não vai contribuir de todo para alterar as opiniões de muitos daqueles que ainda pensam que o oriente nunca poderá competir com Hollywood. É pena.
E pior ainda…se esta coisa foi distribuída por uma major americana, aposto que [“The Warring States“] irá mais tarde ou mais cedo chegar aos cinemas aqui de Portugal…de repente até me sinto uma pessoa religiosa. Por outro lado, isto é a prova que Deus não existe.

[“The Warring States“] salva-se de ser um vazio absoluto apenas por causa das fascinantes paisagens e geografias que percorrem toda a história. O que ainda torna tudo isto mais deprimente; a fotografia é luminosa, o ambiente cénico é muito bom e nota-se que houve um esforço para que tudo se parecesse mais épico do que se calhar poderia ser.
Tudo no sitio certo portanto. Enganaram-se no casting, no realizador e no gajo que fez a montagem.
E a banda sonora também alterna entre o adequado e o estranhamente eléctronicamente contemporâneo como se o próprio compositor também não tivesse percebido muito bem que raio de filme é que estaria a tentar ilustrar musicalmente.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Uma história com um potencial interessante completamente desperdiçada por uma realização ineficaz e totalmente desorientada, uma escolha de elenco algo duvidosa e uma montagem péssima, especialmente no que toca a cenas de batalha.
Gostaria de dizer que estamos na presença de um filme interessante, mas nem isso. Começa logo mal com todos os tiques negativos e continua até ao final a desenvolver esses defeitos. Nem a história de amor se salva porque não podemos com o palhaço do protagonista ao fim de vinte minutos de o estarmos a ver e só desejamos que lhe caia uma pedra em cima.
Sendo assim, uma tigela e meia de noodles, porque é uma verdadeira desilução e um verdadeiro desperdicio de algo que poderia ter sido uma boa ideia, pois por incrível que pareça [“The Warring States“] tem a ver com o célebre clássico oriental conhecido como “A Arte da Guerra” e esta base não poderia ter sido mais desperdiçada.

noodle2.jpg noodle2emeia.jpg

A favor: excelente fotografia e está cheio de paisagens naturais e em CGI muito bem filmadas que pediam um filme extraordinário que nunca acontece.
Contra: o elenco não tem qualquer química, as batalhas épicas são tão mal filmadas e com tanto CGI da treta + gore mal feito metido a martelo só para impressionar que o efeito é precisamente péssimo, a montagem é péssima especialmente nas partes de acção, tenta meter estilo a todo o momento e nota-se demasiado o esforço, a história tem sub-plots a mais e ramifica-se por pormenores sem grande interesse, não se decide se quer ser um épico de guerra, uma comédia completamente imbecil e sem graça nenhuma, um drama palaciano ou uma história de amor. Essencialmente resume-se a ser apenas um mau wuxia com um visual extraordinário a maior parte das vezes e tem duração a mais pois 2 horas disto é uma verdadeira prova de resistência a quem como eu viu o trailer e tem o azar de tentar ver este filme.

—————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS:

Trailer
http://www.youtube.com/watch?v=1u5eB5F0M6o

Comprar
http://www.amazon.com/Warring-States-Zige-Fang/dp/B005BJ7XIW

Download aqui com legendas em PT/Br

IMDB
http://www.imdb.com/title/tt1885448

——————————————————————————————————————

Se gostou deste poderá gostar de:

——————————————————————————————————————

Autor: Alcaminhante

Chamo-me Luis, tenho 45 anos e sou desenhador gráfico/ilustrador de profissão. www.icreateworlds.net Trabalho essencialmente como freelancer em ilustração tradicional e também em criação gráfica destinada á internet. Também trabalho em Banda Desenhada e quem quiser ir buscar os pdfs grátis do meu livro "As Aventuras do Príncipe Ziph" , sigam para aqui: http://icreateworlds.net/banda-desenhada-quadrinhos-gratis Interesso-me essencialmente por cinema, literatura, fotografia e longas caminhadas ao ar livre o mais longe de centros urbanos possível. De preferência junto ao mar e em praias isoladas. Tenho actualmente um blog sobre Cinema Oriental, outro sobre Ficção-Cientifica e ainda um site sobre Marte que podem encontrar aqui: http://www.o-enigma-de-marte.info Espero que gostem das sugestões e voltem sempre. Luis

4 thoughts on “Zhan Guo (The Warring States) Chen Jin (2011) China

  1. Eu gostei muito do seu site e de suas recomendações.
    Eu gostaria de saber se você não poderia colocar os nomes dos filmes em português. Pra ver se eu não acho online pra assistir. Obrigada

    • Olá Sofia. Obrigado pelo apoio, mesmo apesar do site estar parado há já algum tempo.
      Não vou desistir do blog e vou colocar muita coisa nova em breve por aqui.😉

      Quanto os titulos em Portugues, na verdade eu nem sabia que existiam titulos em Portugues para a maior parte destes filmes. Aqui em Portugal de onde escrevo nada está editado e no Brasil não conheço o que existe.
      Na verdade quando procuro os filmes pela net não me lembro de alguma vez ter encontrado algum filme oriental com titulos em português…

      Costumo comprar muito cinema no Japao, na China e na Coreia do Sul mas chego lá atraves dos titulos em ingles que se encontram nos torrents.
      Uso normalmente a pirataria para espreitar um filme e ver se me agrada. Se gosto do filme então compro o dvd ou o blu-ray pois não gosto de ter uma videoteca pirata e gosto de comprar o cinema que adoro.

      Por isso não sei se conseguirei colocar por aqui muito titulo em português mas irei tentar.
      Obrigado pela dica.

      ps: O blog tem estado parado por causa da enorme quantidade de trabalho de ilustração que tenho em mãos , por isso não tem dado tempo para escrever.

      Procura-me no meu FB de ilustração aqui:
      https://www.facebook.com/thingsthatshouldbe
      ou então no meu FB pessoal aqui:
      https://www.facebook.com/luisfilipeperes

      • Obrigada por me responder. Eu só gostaria de saber vai que a vezes existe né =). Eu gostaria de ter esses recursos de poder compra o filme. Mais como sou menor de idade o único jeito que tenho é assistir online pelo computador, pois não posso baixar infelizmente. Mais Muito Obrigada por me responder. Espero que volte a colocar mais coisas, pois desde de que descobri o blog suas opines e criticas de filmes asiáticos me ajudaram muito. E até agora não me arrependi dos filmes que vi aqui e assisti.
        Obrigada novamente (volta a publica mais coisas viu, ou vou morrer de tédio com os filmes americanos sem graça que estão lançando) Obrigada de Novo!

      • Ola Sofia, peço desculpa no atraso desta resposta mas estive longe do blog durante muito tempo por varios motivos e estou de regresso agora.😉
        Obrigado pelo apoio e espero que continues a curtir os titulos que recomendo por aqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s