Shu shan zheng zhuan (Zu Warriors) Tsui Hark (2001) China


Este é, entre outros filmes do mesmo realizador,  um dos grandes responsáveis por eu até ao momento em que escrevo estas linhas nunca ter tido coragem para ver nenhum filme da elogiada trilogia “Era uma vez na China”.
Sou um apreciador total daquele cinema supostamente genialmente mau, adoro filmes rascas, séries Z do piorio e normalmente admiro aquelas obras que se tornam obras primas do lixo.
Isto quando nesses filmes se encontra algo que os coloca  numa categoria á parte.
Não é agora o caso com este [“Zu Warriors“].

Zu13

Eu bem que tentei, juro que tentei mas não consigo de todo gostar deste filme oriental. O que é estranho, pois tinha tudo para ser um daqueles filmes asiáticos que eu supostamente adoraria; senão vejamos…
É um Wuxia com pilhas de fantasia, tem uma energia diabólica, porrada de criar bicho, um ambiente visual por vezes muito imaginativo e ainda por cima a Zhang Ziyie a Cecilia Cheung entram nisto.
Então qual é o problema ?

Zu04

Custa-me até dizer isto, mas [“Zu Warriors“] é um vazio absoluto e possivelmente um dos filmes orientais mais aborrecidos que alguma vez vi pela frente.
Tem tanta porrada CGI mas tanta porrada made-in-Photoshop que se torna verdadeiramente insuportável a partir de certa altura, pois na verdade para além disso não tem muito mais que nos prenda a atenção.
E o mais estranho é que tenho a certeza de que se vocês agora forem ver isto e visionarem o filme durante os primeiros minutos até vão achá-lo bastante divertido, pois não há que negar que inicialmente o filme é uma verdadeira montanha russa de maus efeitos digitais e cenas de acção sem grande propósito que nos deliciam os sentidos.
O problema vem depois.

Zu19

[“Zu Warriors“] é como uma daquelas anedotas cheias de potencial ao  início mas que vão ficando sem piada nenhuma quando chegam ao fim, pois á força de repetirem aquilo que seria o seu ponto forte ao longo de toda a narrativa perdem todo o poder de surpreender e divertir porque muito antes do final já está toda a gente desejando que a história acabe.

Zu03

Este deve ser para aí o sexto ou sétimo filme de Tsui Hark que eu tento ver e sinceramente alguém ainda me há de explicar porque este tipo é tão conceituado em todo o lado.
Há um par de anos cometi inclusivamente o erro de comprar o “Seven Swords” e apanhei outra desilusão monumental precisamente pela mesma razão que encontro neste [“Zu Warriors“]. Os filmes aborrecem-me de morte e são dois excelentes exemplos daquelas vezes em que só me apeteceu carregar no botão do comando remoto para ver se o filme andava para a frente.

Zu14

Até agora ainda não encontrei um trabalho deste realizador que não sofra de uma gritante falta de ritmo. O que torna tudo ainda mais estranho pois os filmes dele estão sempre carregados de cenas de acção. Só que para mim parecem-me sempre completamente alheias ao contexto de qualquer história mesmo quando são justificadas pelo argumento.
O cinema de Tsui Hark parece sempre estar dividido em dois em cada titulo que vi dele. Há por ali um filme algures e ás vezes até tenta ter uma história interessante, mas depois também tem umas outras cenas que lhe dão um ritmo estranho.

Zu09

Sinto sempre enormes quebras de ritmo narrativo nos filmes deste autor e [“Zu Warriors“] não é excepção apesar de talvez ser o filme com mais acção que este realizador alguma vez fez.
Aliás há sempre tanta acção e tanta coisa a acontecer no ecran a todo o instante durante mais de hora e meia sem nos dar descanso que neste caso os personagens parecem não passar apenas de gráficos de computador sem qualquer motivação ou personalidade para além daquilo que seria requerido num jogo Playstation estilo Tekken por exemplo. Um verdadeiro desperdício de actores.

Zu11

A história tem personagens ao molhe, situações a acontecer a todo o instante mas parece que tudo poderia ter sido criado em CGI que ninguém notaria a diferença se os actores não passassem de bonecos de computador.
[“Zu Warriors“] é um filme tão plástico e tão acelerado que faz com que “A Chinese Tall Story” pareça cinema de autor estilo Kar Wai.
No entanto ao contrário de “A Chinese Tall Story” este filme não me agarrou minimamente. Talvez porque visualmente até se torna um pouco monótono.

Zu22

Está carregado de cenários imaginativos mas toda a acção parece desenrolar-se no mesmo local durante demasiado tempo e ao contrário de “A Chinese Tall Story” em [“Zu Warriors“] até nos cenários a monotonia instála-se rápidamente pois nunca há uma variedade de ambientes que consiga compensar o tédio em ritmo ultra acelerado daquilo que se passa no argumento e no ecran.

Zu25

Já agora, vocês já viram esta história mil vezes em dezenas de animes televisivos por isso também não esperem surpreender-se com o argumento que na verdade é tão teen que duvido que prenda ao ecran os mais velhinhos que agora estão a ler estas linhas.
Ainda por cima a inevitável lovestory que poderia ter salvo o filme acaba por ser completamente redundante e desprovida de interesse pois há tanta porrada estilo X-Men a todo o instante por dá cá aquela palha que não sobra tempo nenhum para criar qualquer laço emocional nos personagens e muito menos qualquer empatia com o espectador.

Zu15

Muita gente detesta Wuxias por causa dos exageros que se vêem no ecran.
Detestam gajos a voar com fios, espadeirada no ar e efeitos especiais “rascas” em CGI  e na minha opinião [“Zu Warriors“] é o exemplo perfeito pela negativa de tudo aquilo que normalmente os Wuxias são acusados por quem não entra no espírito da coisa e se deixa levar.
No entanto, uma coisa é uma pessoa assistir a obras como “The Promise” , “A Chinese Tall Story” ou até mesmo “The Restless” e acabar sempre por se surpreender com algo inesperado que descubra em cada filme. Outra, é levarmos com uma sucessão interminável de cenas de acção (ás vezes longas demais) sem qualquer conexão emotiva com os personagens e onde apesar da pirotécnia digital nada nos surpreende pois sabemos logo de antemão que tudo o que vamos ver a seguir será apenas mais do mesmo como acontece agora em [“Zu Warriors“].

Zu06

O problema não está sequer no estilo oriental de se fazer cinema a duzentos há hora. O problema está em que neste caso nem há tempo para o cinema acontecer. A montagem não dá descanso, os enquadramentos parecem existir isolados e não como parte de um filme coerente, os actores andam á deriva e os personagens não existem.
E a culpa do filme ser tão chato está aí, no trabalho do realizador ou de quem montou o filme.
[“Zu Warriors“] poderia até ter os piores efeitos digitais do mundo (que se calhar tem) mas poderia ter sido um bom objecto cinematográfico ao nível de um “The Promise”, assim como está não se percebe bem qual é a intenção por detrás disto tudo e é mesmo muita pena pois este é um daqueles filmes orientais de que nos apetece gostar muito mas no entanto não é suficientemente divertido para sequer se tornar num filme asiático de culto.

Zu24

[“Zu Warriors“] para quem não sabe é já um remake de uma anterior e original versão de 1983 também realizada por Tsui Hark e sinceramente ainda se percebe menos porque raio é que levamos com um filme assim.
O original é outro daqueles supostos clássicos orientais (só porque é de Tsui Hark aparentemente) de que toda a gente tem que gostar e para dizer a verdade não entendo mesmo o culto á volta deste autor, pois o original sofre precisamente do mesmo sindroma de aborrecer o espectador que o remake tem por isso Tsui, se calhar o problema não estava nos efeitos especiais rascas com fios estilo anos 80 meu amigo e sim no trabalho de realização que pelo visto não sofreu grandes alterações. O que prova que o CGI nunca irá salvar um filme e muito menos torná-lo numa boa obra só porque tem efeitos especiais “modernos”.

Zu16

Já agora esta minha review foi baseada na versão integral do filme falada em Cantonês mesmo, que podem ir buscar aqui ao Asian Space, porque vocês nem queiram saber o que eu teria escrito sobre esta obra se tivesse baseado a minha apreciação na versão editada em DVD á venda em Portugal… mais sobre isto mais adiante…

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Uma oportunidade perdida.
Poderia ter sido um divertido filme de culto mas é demasiado aborrecido para nos fazer ter vontade de o querer rever.
Tsui Hark deveria ter mudado a realização em vez de ter perdido demasiado tempo a modernizar os (muito maus) efeitos digitais. Mau por mau, o original de 1983 apesar de tudo ainda tem algum charme que este remake não tem de forma alguma.
Se gostam de Fantasia, têm de tentar ver isto pelo menos uma vez mas não se admirem se não conseguirem chegar até ao fim.
Por mim [“Zu Warriors“] nem deverá agradar ao público adolescente sequer pois na verdade penso que o filme é tão infantil na sua estrutura que quase se transforma numa obra abstracta sem público definido.
É tão estranho que por comparação “Shinobi” até parece um filme divertido.

noodle2.jpg

A favor: alguns cenários são muito inspirados e tem um par de enquadramentos que mostram o quanto este filme poderia ter sido especial mas não foi.
Contra: tem tanta porrada sem interesse que nem precisava de argumento para nada, mais parece uma enorme sequência de um videojogo do que um filme, os actores estão completamente desaproveitados e poderiam ser bonecos CGI que ninguém notava…na verdade em muitas alturas do filme até são… a história de amor que poderia dar alguma personalidade ao filme não tem o mínimo carisma, é um filme aborrecido e é pena pois deveria ter sido genialmente divertido, não é suficientemente “mau” para se tornar num filme de culto com muita pena minha.

——————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

TRAILER
http://www.youtube.com/watch?v=wooYF_97Ug0

Zu10

COMPRAR
Façam o que fizerem NÃO COMPREM A EDIÇÃO PORTUGUESA deste filme !
Para variar temos direito a um Dvd do piorio. A edição portuga só trás a versão dobrada em “amaricano” e acreditem-me vocês não vão querer ver isto dobrado.
Como se isto não bastasse, em portugal só está editada a versão curta do filme com pouco mais de 80 minutos quando o original tem pelo menos mais um quarto de hora de duração. Não que neste caso, isto até seja uma boa notícia, mas se tiverem curiosidade em ver o filme ao menos espero que o consigam ver na sua versão integral e como tal, como penso que já nem deve estar á venda em dvd, sugiro que a vão buscar (legendada em Pt do Brasil) aqui ao Asian Space que já se está a tornar num local imprescindível para quem não sabe ler inglés e quer ver grande parte dos filmes que já tenho recomendado neste blog. 😉

IMDB

http://www.imdb.com/title/

——————————————————————————————————————

Se gostou deste poderá gostar de:

Shinobi The Promise A Chinese Tall Story

——————————————————————————————————————

Advertisements

One thought on “Shu shan zheng zhuan (Zu Warriors) Tsui Hark (2001) China

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s