Oban Star-Racers (Oban Star-Racers) Savin Yeatman-Eiffel (Japão – França) 2006


Pelo logotipo que está na capa da edição portuguesa, esta série anime já foi emitida na SIC. Mas, até eu ter comprado os trés primeiros volumes que encontrei no fundo de um daqueles cestos de promoções da Rádio-Popular, nunca tinha visto isto pela frente.

oban13

[“Oban Star-Racers“] a um primeiro olhar pareceu-me ser apenas mais um daqueles clones abjectos do Pokemon, mas o seu aspecto gráfico era bastante interessante e assim por 9€ acabei por comprar os 3 dvds que encontrei.
A primeira impressão é a de que isto certamente não passa de uma imitação infantil e rasca do conceito criado pelo George Lucas quando transpôs as corridas de quadrigas do Ben-Hur para um ambiente sci-fi e “inventou”  as corridas de Pod Racers para o “Star Wars – Episode One”.
Na verdade se Star Wars não tivesse existido se calhar , esta série também nunca teria visto a luz do dia, porque sim, a sua história gira mesmo á volta de corridas que poderiam ser realmente etapas galácticas da prova que vemos em Star Wars.

oban10

Isto seria logo meio caminho andado para que [“Oban Star-Racers“] não fosse mais que uma sucessão daqueles episódios infantis em que a história basicamente se resume ao: – “o meu pião é mais forte que o teu”; e portanto comecei a ver a série preparado para apanhar uma seca descomunal convencido de que tinha deitado 9€ á rua.
Ainda por cima, nem gosto particularmente do Star Wars – Episode One e esperar que [“Oban Star-Racers“] fosse menos infantil parecia uma utopia.

oban04

Por isso não estava nada á espera que [“Oban Star-Racers“] se revelasse como a série de qualidade que na minha opinião é. E olhem que não é fácil para mim dizer isto de uma série desenhada e pintada toda em digital. Pois a mim quem me tira desenhos pintados com pinceis verdadeiros e tintas daquelas a sério tira-me tudo; (eu por mais que tente não consigo aderir ao digital para criar as minhas ilustrações ou banda-desenhada pois sinto sempre que estou a enganar as pessoas).

oban05

No entanto tenho que reconhecer que embora colorida “a Photoshop”, o resultado artístico de [“Oban Star-Racers“], apesar de não se livrar daquela aura plástica “artificial” conseguiu superar o que se costuma encontrar naqueles desenhos animados para putos de sábado de manhã que parecem todos ser produzidos á pressa e a metro. Isso não se sente de todo.
As paisagens presentes nesta série são excelentes, criativas, detalhas, bem coloridas e muito variadas. Além disso, as sequências 3D criadas no estilo “cell-shading” são absolutamente entusiasmantes e também perfeitamente integradas nas ilustrações 2d tradicionais.

oban16

Também gostei do facto dos personagens terem um design que fica algures entre o Anime oriental e a Banda Desenhada Francesa/Belga. Aliás, tanto no aspecto dos bonecos como nos próprios ambientes quem que a história decorre, esta série por vezes faz lembrar uma das minhas banda desenhadas favoritas europeias, a saga de “Valerian – Agente Espacio Temporal“. Precisamente uma coisa que me agradou bastante nisto, foi o facto de me recordar mais a banda desenhada “Valérian” do que “Star Wars” apesar dos pod-racers serem o centro das atenções.
Curiosamente,  [“Oban Star-Racers“]  agora, tem muito mais sabor a “Valerian” do que a própria versão semi-Anime da própria banda-desenhada que saiu há um par de anos e é verdadeiramente atroz e desprovida de qualquer ambiente original da banda desenhada europeia.

oban12

Em alguns momentos certas atmosferas e personagens de [“Oban Star-Racers“] têm um certo sabor aos desenhos de Mézieres que só lhe dá ainda uma melhor identidade e o distancia de um normal Anime televisivo onde hoje em dia parece que os bonecos saiem todos do mesmo molde. Estranhamente deve ser também o primeiro Anime em que os personagens humanos simplesmente não têm nariz, o que tem gerado inúmeras apreciações negativas em algumas reviews. Mas um tipo habitua-se.
Por isso nota alta para o design e geral aspecto gráfico deste produto televisivo.
Mas há mais.

oban03

Logo no primeiro episódio fica-se imediatamente com a sensação de que há muito mais no seu argumento do que a palha para imbecilizar putos que esperariamos encontrar.
O primeiro episódio acabou e fiquei imediatamente com vontade de ver mais um só para saber o que acontecia a seguir.  Depois, como o segundo episódio acabou precisamente no melhor, claro está lá tive que ver o terceiro. Quando dei por mim já tinha visto os cinco episódios contidos no primeiro dvd e ainda bem que o disco não tinha mais nenhum porque já não teria dormido até ver o resto.
Nada mau para uma série para putos que há primeira vista parecia ser um vazio absoluto pois tinha tudo para não precisar ser mais do que uma colecção de sequências cool para impressionar pre-adolescentes amamentados a doses de jogos Playstation.
Nada mau mesmo.

oban08

[“Oban Star-Racers“] surpreendentemente vai para além da sua premisa inicial.
As corridas espaciais estão lá, há sempre uma cena de acção em cada episódio mas inesperadamente tudo isto está presente para servir os personagens de uma forma que não costuma ser comum nas habituais produções contemporaneas para crianças.
No primeiro episódio ficamos com a ideia de que alguns dos personagens até parecem ter alguma profundidade mas ainda nos custa a acreditar.
Coisa que depois em episódios sucessivos acaba por se confirmar pois á medida que a história avança damos por nós a gostar bastante daquelas pessoas estilizadamente desenhadas.

oban012

Não há muito mais que eu possa dizer para recomendar esta série sem lhes estragar o prazer da descoberta. É uma co-produção entre o Japão e a França, daí o seu estilo ambiguo mas que na verdade junta o melhor dos dois lados do mundo e onde nem a inspiração sacada ao “SW-Episode One” ou alguma estética videogame consegue estragar o resultado final que limpa o chão com todos os Pokemons do mundo.
E como tal:

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Não será uma obra prima da animação televisiva, nem um daqueles Anime geniais, mas é definitivamente uma série televisiva altamente recomendada. Especialmente a quem tem crianças em casa e normalmente tem que gramar com intermináveis desenhos animados para putos debiloides que habitualmente inundam a televisão e as edições dvd.
[“Oban Star-Racers“] é suficientemente infantil para agradar ás crianças, mas não é um desenho animado que irá aborrecer de morte os adultos. Especialmente publico adulto que goste de ficção-científica.
Esta série está muito bem equilibrada e se por um lado as histórias parecem extremamente simples para que os mais novos gostem de acompanhá-las, na verdade têm bem mais camadas de profundidade do que aparentam á primeira vista e todo o produto tem muito para agradar a uma vasta faixa etária de público.
Se virem os primeiros trés episódios e não ficarem agarrados então isto não é para vocês. Se gostarem, estão lixados pois cada episódio tem apenas vinte minutos e acaba sempre no melhor, com um daqules “cliffhangers” ao estilo dos serials antigos e como tal nós temos mesmo de continuar a ver.
Quatro tigelas de noodles na boa porque é uma excelente série de animação sci-fi e suficientemente pequena para não durar para sempre com mais do mesmo, pois afinal só tem 26 episódios para concluir toda a história.
Recomendo vivamente.

noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg

A favor: excelente ambiente, bons personagens que vão evoluindo ao logo de cada episódio, o argumento tem muitos níveis e pode ser apreciado tanto pelos mais novos quanto pelos mais velhos, ás vezes parece um trabalho de Myiazaki embora o veterano realizador não tenha nada a ver com isto, pequenas mas excelentes sequências de acção 3D, óptimo nível artístico 2D que com simples cenários consegue criar uma atmosfera perfeita, óptima variedade de cenários, a duração de cada episódio é de apenas 20 minutos mas nada se perde ou é desperdiçado, o suspanse que cada final de episódio suscita deixa-nos sempre com vontade de ver o próximo, tem um certo sabor a banda desenhada europeia que só lhe fica bem sem perder o estilo Anime.
Contra: não é por nada mas parece-me que a série não está toda editada em portugal…e visto que encontrei os trés primeiros volumes num cesto de promoções não me parece que venha a ser completada…acho.
De resto talvez a única coisa “negativa” seja o facto de apesar de tudo [“Oban Star-Racers“] ainda é uma série televisiva juvenil e como tal nunca se consegue livrar muito daquela estrutura ao estilo “o meu pod-racer é mais rápido que o teu”. No entanto garanto-vos que isto não é de forma nenhuma um impedimento para que venham a gostar menos deste produto que vale a pena espreitarem.

——————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

Trailer
http://www.youtube.com/watch?v=Qq1VPllZ9PU&feature=related

Genérico de episódio na versão francesa
http://www.youtube.com/watch?v=TIKQBNlwhHA

Comprar
Atenção: Pode ser impressão minha por só ter conseguido encontrar trés volumes á venda da edição portuguesa nos cestos de promoções, mas estou com a sensação de que esta série não estará toda editada em Portugal…
Como em Português só encontrei 14 episódios fiquei com a ideia de que a série estará incompleta aqui no nosso país.
Por isso se calhar não será recomendável comprarem a série mesmo em promoção como eu comprei porque não a terão na integra.
O que provoca aqui um problema…eu voltei a comprar isto mas comprei a edição inglesa.
Um pack muito bom com todos os episódios, mas se calhar se vocês tiverem crianças em casa não vão conseguir comprar isto porque como é óbvio a edição UK não tem a dobragem em português e como tal não vai servir para entreter os putos convenientemente…
Sendo assim, se tiverem crianças em casa, sugiro que tentem descobrir se a série está toda editada em Portugal, (o que deve rondar os 5 dvds).
No entanto se gostarem de animação de uma forma genérica e quiserem apenas seguir a minha recomendação, sugiro que comprem esta série na Amazon Uk. Ainda por cima está á venda a um bom preço no momento em que escrevo isto.

A edição UK contém um som 5.1 muito bom.
A edição portuga como habitualmente, contém apenas uma pista em stereo 2.0 na dobragem nacional.

cover

IMDB
http://www.imdb.com/title/tt0813808/

——————————————————————————————————————

Se gostou deste vai gostar de:

——————————————————————————————————————

Advertisements

3 thoughts on “Oban Star-Racers (Oban Star-Racers) Savin Yeatman-Eiffel (Japão – França) 2006

  1. Aqui no Brasil,Oban Star-Racers foi exibido no canal Jetix,que fez algo muito estranho:reprisou a série toda umas 5 vezes e em todas elas,parou no episódio 18!
    Ignoro o motivo disto.Até enviei um e-mail para eles na época,mas não obtive resposta.
    Pouco tempo atrás,tive uma idéio meio maluca que acabou dando certo:procurei no You Tube pelo restante da série e assim,consegui assitir aos episódios 19 a 26,dublado edm espanhol.Foi muito bom saber enfim,como terminaram as aventuras de Molly,nessa incrível corrida.
    P.S:Oban Star-Racers não está disponível em DVD no Brasil.E o canal Jetix já nem existe mais!

  2. Olá, é engraçado ver aqui um comentário sobre uma experiência engraçada da minha vida nas Dobragens. Na altura (2007), tinha acabado de dar aulas de dobragem na ACT (uma mini-oficina teórica e prática de Introdução às Dobragens) – que já ia na 3.ª Edição, se não me engano, e, dado o sucesso que estas aulas tinham junto dos alunos – por norma inicialmente muito renitentes e resistentes à dobragem de filmes mas no final completamente rendidos e entusiasmados – e, mais uma vez, tive uma avalancha de pedidos para fazer uma oficina mais longa, com mais tempo de estúdio. Para não sobrecarregar os alunos com mais propinas e mais encargos para além dos que já tinham na ACT, a solução foi encontrar um estúdio que estivesse disposto a confiar-me uma série “a sério” (com exibição na TV), para ser dobrada por alunos meus, no que seria uma oficina prática com “aproveitamento garantido” – já que a qualidade da dobragem nunca poderia ser comprometida, para não pôr o estúdio em cheque junto do canal emissor (que, de facto, foi a SIC) -, oficina essa sem quaisquer encargos para os alunos que não o seu trabalho na dobragem da série. Expliquei aos alunos a hipótese desta oficina gratuita contra um primeiro trabalho profissional de dobragem – com direito à correspondente menção na Ficha Técnica, claro, – proposta a que todos aderiram entusiasticamente… e assim começou a dobragem desta série, cuja tradução adaptei para dobragem e dirigi – com aulas práticas intensíssimas e rigorosíssimas – e na qual interpretei a Eva/Molly. O único outro actor profissional que participou na série, a meu convite, para benefício dos meus alunos, foi o meu querido Carlos Paulo – Don Wei (pai da Eva) e Satis. Embora a dobragem tenha tido os seus percalços – que incluiu um motim dos alunos que, de repente, acharam que estavam a ser “explorados”, motim esse que só acabou quando lhes mostrei o quanto ainda estariam a dever se aquela oficina fosse paga… sem qualquer qualificação curricular como a que esta lhes estava a proporcionar…e que aliás só tinha sido criado a pedido deles e iniciada nestes moldes com o acordo deles e ainda com o risco tremendo do estúdio que confiou suficientemente em mim para pôr amadores não qualificados a fazer um trabalho tão rigoroso e especializado – a conclusão que eu acho que posso tirar, como ainda não ouvi ninguém dizer mal da dobragem (também não ouvi dizer bem, reconheço), é que, apesar de tudo, os meus alunos se portaram muito bem e fizeram um trabalho muito razoável – que lhes saiu do pelo, é verdade… mas a mim deu-me um milhão de vezes mais trabalho. Mas, se serviu para alguém conseguir ver a versão portuguesa sem reparar na dobragem e conseguir gostar da série e do que ela tinha de mais relevante… acho que foi uma aposta ganha e os meus alunos bem podem estar orgulhosos. Não acham? Um beijinho para todos. Ana Madureira

    1. Ola Ana, antes de mais as minhas desculpas por este atraso de meses na resposta mas estive ausente do blog durante muito tempo por vários motivos e por isso foi complicado responder aos comentários nos últimos tempos.
      De qualquer forma não queria deixar agora de dizer que se eu nem sequer mencionei a dobragem portuguesa na minha review do Oban Star Racers, foi essencialmente porque não costumo comentar muito sobre isso, embora eu continue a achar que este vosso trabalho foi dos melhores que vi feito para uma série de televisao em portugal e agora nao consigo deixar de estar ainda mais surpreendido depois de conhecer a historia por detras do projecto. Os meus parabens a toda a gente que dobrou isto aqui em Portugal, pois eu tenho metade da série em dvds portugueses e a serie completa em dvds ingleses e posso garantir-lhe que a minha versão preferida é sem duvida nenhuma a versão com a dobragem portuguesa, o que não costuma ser normal em mim, mas a verdade é que gosto bem mais da atmosfera criada pela versao portuguesa do que ouvir esta série em inglés pois nao acho que as vozes do dvd ingles tenham a mesma personalidade que a versao portuguesa conseguiu incutir aos personagens.
      Portanto, independentemente de tudo o que voces passaram com esse projecto, os meus parabens pois o trabalho ficou fantastico e nunca me passou pela cabeça que tivesse sido alguma coisa que nao um trabalho extremamente profissional. 🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s