Sukiyaki Western Django (Sukiyaki Western Django) Takashi Miike (Japão) 2007


Este filme oriental foi uma verdadeira surpresa.
Comecei a ver [“Sukiyaki Western Django“] e minutos depois já estava plenamente convencido que iria sem sombra de dúvida atribuir-lhe a classificação máxima por todos e mais alguns motivos.
Primeiro, Takashi Miike é um daqueles realizadores que para mim é practicamente uma garantia não só de originalidade como de qualidade.
Como habitualmente o homem prova logo nos primeiros minutos porque é um dos cineastas mais criativos actualmente no activo.

Mais uma vez estamos na presença de um conceito absolutamente inesperado.
É que [“Sukiyaki Western Django“] não só é um filme “de cábois” absolutamente invulgar como ainda por cima é uma espécie de sequela/homenagem a um dos mais clássicos spaghetti western de sempre, o famoso “Django” italiano filmado em Espanha no final dos anos 60 e a obra que transformou Franco Nero numa estrela internacional da noite para o dia.

[“Sukiyaki Western Django“] no entanto, não se limita a ser apenas o equivalente oriental de um spaghetti western falado em japonês pois o realizador vai mais longe.
E a tal ponto o próprio filme não se leva a sério que se parodia a si próprio logo desde o início.
Pensem na estética visual de um “Era uma vez no Oeste” ao melhor estilo Sérgio Leone, mas levada ao extremo até se tornar quase pirosa de tão “Artística” que “pretenderia” ser.
Imaginem um daqueles filmes de autor ultra pretenciosos que se esforçam tanto por parecerem inteligentes que se tornam absolutamente rídiculos.
Visualizem a típica cidade de Cowboys que já vimos em mil westerns, mas substituam a arquitectura americana por pagodes japoneses e ficarão com uma ideia do estranho ambiente deste filme onde se cruzam os habituais pistoleiros de chapéu Malboro Man com outros “cábois” que usam espadas de Samurai e onde os cenários variam entre o natural e o ultra-estilizado podre de artístico, ao melhor estilo Fellini.

Takashi Miike vai tão longe na brincadeira que o filme ainda por cima é todo falado em inglés e mete japoneses a tentarem dialogar em “amaricano” sem perceberem as palavras que estão a dizer.
É que o gozo de Miike nisto, foi precisamente colocar actores que básicamente não falam a ponta de um corno de inglés a dialogar uns com os outros. Misturou tudo num ambiente western  e filmou o resultado.
E o resultado disto é que [“Sukiyaki Western Django“] não será propriamente falado em inglés pois estamos na presença do primeiro filme do mundo falado, isso sim, em “Ingrés” puro e duro.
De propósito e com resultados muito engraçados.

Mal os actores abrem a boca para debitar os diálogos, o espectador é imediatamente transportado para um universo á parte, pois ficamos sem saber se aquilo é para rir ou para chorar.
Habituamo-nos ao visual Cowboy oriental é certo. No entanto quando pensamos que já nos adaptamos ao conceito, levamos com os tipos a falarem em “Ingrés” e das duas uma ou ficamos imediatamente a adorar o filme ou decidimos que já chega pois o kitch tem limites.

Pela minha parte, [“Sukiyaki Western Django“] tinha tudo para ser uma obra prima do cinema oriental, inclusivamente pilhas de referências a todos os clássicos e mais alguns.
Ainda por cima conta com Quentin Tarantino (ele mesmo) a fazer de Cowboy logo nas cenas iniciais e também ele completamente fora do seu elemento natural o que só por si é uma clara indicação de que este filme não será propriamente aquilo que se esperaria que fosse.

No entanto, aposto que se espreitarem mais abaixo, irão provavelmente ficar surpreendidos com a fraca classificação que lhe atribuo.
A explicação é simples.
Não sei como isto foi possível mas a verdade é que [“Sukiyaki Western Django“] é um dos filmes mais aborrecidos que vi ultimamente.
Uma verdadeira seca estilizada que a partir de certa altura, mesmo apesar de todo o tiroteio clássico, criatividade e imaginação visual não consegue evitar ser um vazio absoluto que (inesperadamente) não agarra minimamente o espectador.

Como conceito, é brilhante no entanto porque a história não tem particular interesse (e muito menos suspanse), o filme cai por terra, pois é uma obra brilhante enquanto nos admiramos com a sua originalidade e nos divertimos á brava com todas aquelas “versões japonesas” faladas em “Engrish” de filmes que conhecemos, mas depois [“Sukiyaki Western Django“] não tem mais nada.

Ou seja, passada a surpresa inicial, a apresentação do conceito já foi feita, o espectador já percebeu qual é o estilo e onde está o sentido de sátira de toda a coisa, mas o filme limita-se a apresentar mais do mesmo dentro daquele universo e a coisa não passa dali.
Como o argumento segue á risca todos os clichés do spaghetti western e o suspense é por isso completamente inexistente, só nos resta continuar a admirar o arrojo da realização e os planos ultra teatrais onde Miike consegue realmente criar algumas imagens únicas mas que não são suficientes para nos fazer ter vontade de acompanhar o filme até ao fim.

Enquanto admirador do trabalho de Takashi Mikee, a última coisa que esperava alguma vez encontrar pela frente era um filme aborrecido dele. Muito menos esperaria que um western japonês com tanta originalidade como este tem fosse algo tão chato de seguir.
[“Sukiyaki Western Django“], é um daqueles filmes de que nos apetece MESMO gostar. Adorava que Mikee um destes dias voltasse para a sala de montagem, filmasse mais uns planos e criasse um novo filme com este conceito pois é uma pena tanta imaginação delirante ficar desperdiçada numa obra tão desiquilibrada.

Depende demasiado do estilo e esquece a substância. Tem piada enquanto a piada dura, mas depois tal qual aquelas anedotas que duram demasiado tempo e perdem a graça, também [“Sukiyaki Western Django“], sofre do mesmo problema e parece continuar como se pensasse que ainda alguém o está a acompanhar quando a partir de certa altura, aposto que  muita gente até já pensará sériamente em mudar de dvd.
E é pena.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Espero sinceramente que Takashi Miike um destes dias resolva fazer uma sequela para este [“Sukiyaki Western Django“], pois este conceito não merece mesmo ficar por aqui.
Infelizmente, por muito que eu queira gostar muito deste filme, como ele está neste momento só posso dizer que foi uma verdadeira decepção.
Apesar de ter tudo e mais alguma coisa para ter sido um filme brilhante, acerta ao lado na execução.
Ainda não percebo bem porquê mas isto não é de forma nenhuma o filme divertido que parecia ser e torna-se particularmente deprimente pois tem um conceito brilhante mas Miike deixou-o escapar por entre os dedos.
Duas tigelas de noodles, porque é um filme muito interessante mas merecia ter sido um clássico absoluto.

noodle2.jpg noodle2.jpg

A favor: o conceito é absolutamente genial, tem ideias hilariantes que nunca mais acabam, é completamente original, o design western com estilo japonês é absolutamente de ver para crer, o ambiente estilizado contrastando com uma abordagem mais tradicional funciona muito bem, os primeiros minutos são um gozo absoluto com pilhas de referências a todos os clássicos e mais alguns, a ideia do filme ser falado em “Ingrés” é de partir o coco pois deixa-nos com um sorriso no rosto só de olhar para o ecrã, mete “cábois” com gabardines ao melhor estilo Sergio Leone, tem tiros e porrada quanto baste, os personagens têm pinta. É um filme do Takashi Miike.
Contra: estranhamente após algum tempo tudo deixa de resultar e o filme torna-se absolutamente aborrecido chato e uma seca descomunal pois quando passa o efeito de choque no espectador descobrimos que não há muito mais para nos divertir e apenas o realizador parece não se dar conta disso, á força de tentar homenagear os clichés do género spaghetti western a história não vai mais longe e como tal toda a previsibilidade afunda aquilo que poderia ter suportado o filme até ao final e não o consegue fazer.

—————————————————————————————————————

Comprar
Está á venda quase de borla na Amazon inglesa. Se gostarem é de aproveitar pois é melhor do que ficarem com uma cópia pirata. Até porque o dvd está a menos de 5 euros e tudo.

Trailer
http://www.youtube.com/watch?v=Ax1oMVbKGTg&feature=related

Trailer longo
http://www.youtube.com/watch?v=GvWgcTRVW5k

Imdb
http://www.imdb.com/title/tt0906665/

——————————————————————————————————————

Filmes “semelhantes” de que poderá gostar.
Pelo nível de alucinação só se for mesmo a outra loucura de Miike, que faz com os musicais o mesmo que [“Sukiyaki Western Django”], fez com os Westerns, mas desta vez com resultados bem mais divertidos e equilibrados (embora não pareça):

The Happiness of the Katakuris

——————————————————————————————————————

One thought on “Sukiyaki Western Django (Sukiyaki Western Django) Takashi Miike (Japão) 2007

  1. Concordo com tudo o que escrevestes, Luis!!!!! Antes de visionar o filme, eu tinha certeza que ia gostar, mas depois dos 15 minutos iniciais cheguei a ficar até com sono pela falta de ritmo na narrativa.

    Miike está nos devendo um sukiyaki western de verdade…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s