The Messengers (The Messengers) Oxide Pang Chun & Danny Pang (2007) Canada/Usa


Tal como aconteceu com “My Blueberry Nights” vou voltar de certa forma a dobrar um bocadinho as regras do blog e apresentar outro filme falado em inglés…ou melhor…em “amaricano”.
Isto por uma razão especial. O filme é dos mesmos realizadores Tailândeses que já nos trouxeram mais que um par de boas obras sobrenaturais no seu local de origem lá para os lados da china/tailândia quando realizaram os (na minha opinião) excelentes “The Eye” 1 & 2 e ainda o perturbante e muito  imaginativo “Re-cycle“.
Agora parece que Hollywood foi de novo ás compras mas em vez de comprar os direitos para outro remake adquiriu em vez disso um par de realizadores orientais. Possivelmente dois pelo preço de um, já que os Pang além de fazerem filmes juntos são também irmãos.

Sendo assim [“The Messengers” ] é o resultado da parceria entre um argumento escrito para americano entender e dois realizadores orientais que sabem como criar boas atmosferas sobrenaturais e que, pelo visto tiveram mesmo de trabalhar com a história que lhes deram e tentar fazer o melhor possível.
Como sei que muitos de vocês poderão estranhar encontrar o nome dos irmãos Pang associado a uma produção americana, fica aqui desde já a confirmação que sim senhor, são as mesmas pessoas de olhos em bico que filmaram as outras obras que certamente vocês já conhecem do cinema asiático.
E perguntam vocês…então e os Pang safaram-se a filmar para Hollywood ?…
Bem…sim e não.

Se calhar é melhor começar pelo não.
Alguém me há ainda de explicar porque raio é que quando se trata de filmes sobrenaturais os americanos continuam a escrever sempre o mesmo filme !
[“The Messengers” ] não contém um pingo de imaginação no que toca ao argumento e é daquelas coisas tão previsiveis que até mete impressão, pois ainda não chegou a meio e o espectador já percebe por completo como a segunda parte da história vai ser. E o pior é que acerta.
E é melhor eu nem referir mais nada, pois a minha vontade é fazer aqui outra pergunta de resposta óbvia que é verdadeiramente enervante mas que lhes estragaria ainda mais “a surpresa” da história por isso é melhor ficar-me por aqui.
Se [“The Messengers” ] tivesse tido um argumento á altura, isto poderia ter sido um dos melhores filmes de casa assombrada a sair de Hollywood nos últimos anos e sendo assim torna-se absolutamente deprimente constatarmos no ecran o esforço dos realizadores para nos assustar. Acreditem que eles bem tentaram pois este filme contém todos os truques e mais alguns para criar inquietação no espectador, inclusivamente  nem falta sequer a habitual criancinha creepy.

O problema é que todo o esforço e toda as sequências de encenação arrepiantes no segundo a seguir têm o seu efeito completamente anulado quando depois levamos com mais um bocado de “história” típicamente á americana que mais parece ser uma lista de compras cheia daqueles clichés que já foram feitos milhares e milhares e milhares de vezes mas que desta vez não só aborrecem de morte anulando toda a suposta atmosfera sobrenatural desses momentos como ainda acabam por irritar.
E irritam porque se torna mesmo exasperante encontrarmos no ecran todo o estilo gráfico dos irmãos Pang ao melhor nível do “The Eye” ou do “Re-Cycle” aqui num registro mais próximo de um Silent Hill contido mas depois toda essa fantástica atmosfera visual é jogada fora pela janela devido á americanização da estrutura do argumento.
Mas quantos filmes de terror iguais é que os americanos aguentam ? Quantas cenas de perseguição ao melhor estilo Shinning e de climax ultra previsível é que a malta consegue ver sem se fartar ?!
E já agora, quantos sustos com som ALTO completamente gratuítos é que é preciso colocar num moderno filme Hollywoodesco para este meter medo ?…

[“The Messengers” ] não tem meio termo.
É um verdadeiro cruzamento entre o melhor do cinema sobrenatural oriental com o pior da fórmula scary-movie supostamente séria e típicamente Hollywoodesca que desta vez ainda tenta copiar ideias de filmes orientais misturando-as com referências americanas sem grande resultado.
Topem só no filme a “inspiração” sacada ao “Dark Water” por exemplo. Apresentam a ideia mas depois ao contrário do filme de Hideo Nakata esta nunca é completamente desenvolvida no seu potencial perturbante e servirá apenas para nos tentar pregar um susto óbvio de som ALTO mais á frente na história.
No entanto, por tudo isto os irmãos Pang com o argumento debilóide que lhes foi impingido quase que constroiem um milagre de atmosfera visual.
Tudo neste filme está muito bem filmado com um visual extremamente cuidado. Não deve haver em [“The Messengers” ] um único frame que não tenha sido pensado como se fosse uma extraordinária fotografia/pintura e neste aspecto nota máxima  para a realização/fotografia/cenografia pois é definitivamente um dos pontos altos do filme e aquilo que o impede de ser apenas mais um pedaço de lixo pseudo-sobrenatural americano.
E tirando aqueles sustos ALTOS colocados gratuitamente, a verdade é que o filme conta com um par de arrepios (curiosamente totalmente silenciosos) que conseguem ainda criar-nos um calafrio ou dois como que a recordar-nos que apesar de tudo [“The Messengers” ] ainda é um filme com alguma identidade oriental de qualidade.

Os actores fazem o que podem com o argumento e na minha opinião são outras das coisas positivas do filme. Ninguém vai ganhar um Oscar com isto, mas o casting quanto a mim está impecável com destaque para o par de “actores” gémeos que interpretam a habitual criancinha arrepiante que ainda consegue ser um dos grandes trunfos da história.
Graças ao talento dos irmãos Pang para criarem momentos angustiantes com base no silêncio e nas pausas inquietantes também aqui conseguem arrancar das sequências com a criancinha as melhores e mais assustadoras cenas e que felizmente estão muito bem espalhadas ao longo do argumento demosntrando que se calhar a sua eficácia é aquilo que ainda salva o filme.
Nota alta para os Pang e claro para a(s) criancinha(s).
Não desprezando a miuda principal que tem um par de registros em modo freaked out bastante credíveis também e segura muito bem uma história que merecia mais pelos bons actores que tem.
Se a reconhecerem, é porque se trata de Kristen Stewart, a mesma actriz agora tornada famosa pela série Twilight, Crepúsculo, etc…aqui num trabalho quando ainda não era uma estrela.

Nota menos boa no entanto para o uso do digital que mais uma vez na minha opinião vem retirar ainda mais aquela atmosfera pretensamente real que o filme pedia.
Não que [“The Messengers” ] abuse muito do digital mas essas cenas destoam sempre um bocado pois a sua artificialidade salta imediatamente á vista retirando-nos de um momento que se calhar teria sido mais arrepiante se tivesse sido filmado de uma forma mais tradicional talvez.

Resumindo, [“The Messengers” ] é um filme complicado de se recomendar.
Seria um filme fantástico não fosse a debilidade e previsibilidade da suposta história sobrenatural. Assim temos apenas uma obra que contém tanto o melhor quanto o pior por isso se forem para este filme já preparados se calhar conseguirão abstrair-se do menos bom e concentrar-se apenas nos seus aspectos positivos.
Se tal como eu forem fãs do cinema sobrenatural dos irmãos Pang pois que remédio, este filme é de visão obrigatória pois apesar de tudo ainda é um bom equilibrio entre o estilo oriental e a forma comercial americana de filmar sempre a mesma história vezes e vezes sem fim.



Se não conhecerem o trabalho dos irmãos Tailândeses se calhar seria mais interessante começarem pelos filmes completamente orientais deles mas por outro lado se procuram um bocadinho de cinema braindead sobrenatural á americana poderão encontrar muito pior do que este filme, pois ao menos apesar de tudo ainda contêm alguma identidade e tem um par de momentos muito bons onde se nota perfeitamente que os realizadores ainda não perderam o talento.
Apenas desta vez não têm culpa de terem um argumento escrito para o público ocidental de comedores de pipocas.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Apesar de tudo tem um ambiente semi-oriental na maneira como filma o sobrenatural e se olharmos o filme por um prisma de cinema americano braindead [“The Messengers” ] é cinema Hollywoodesco sem cérebro de qualidade e bem que podem agradecer ao talento visual dos irmãos Tailândeses Oxide Pang Chun E Danny Pang que só não fizeram melhor porque o argumento pipoca para americano entender não deixou.
Agora espero sinceramente que eles tenham aprendido a lição e voltem para a Asia para ver se o próximo filme já será algo no seu habitual padrão de criatividade e qualidade.
Trés tigelas de noodles, porque mesmo assim  [“The Messengers” ] vale a pena ser visto pelo menos uma vez.
Não é mau de todo, mas é uma verdadeira oportunidade perdida de ter saído de Hollywood um verdadeiro clássico moderno do cinema de casa assombrada.

noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg

A favor:a atmosfera visual, a cenografia e iluminação num estilo gótico-rural, a realização esforça-se imenso para nos dar um bom filme com um mau argumento, a química entre os actores, a criancinha que vê almas penadas, as almas penadas, alguns dos sustos (ao estilo oriental) são excelentes.
Contra: mas quantas vezes é que os americanos escrevem a mesma história ?!! O espectador está sempre á frente do que vai acontecer a seguir, os sustos á americana colocados mais gratuitamente só para fazer as pessoas saltar da cadeira porque sim sem grande utilidade para a história, a cena de porrada e perseguição final que já vimos mil vezes.
Se virem o trailer do filme ficarão com muito pouco para descobrir pois practicamente todos os sustos que os poderia surpreender aparecem na apresentação não deixando muito para descobrirem no filme.

—————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

Trailer
Aviso: practicamente todos os melhores sustos já aparecem neste trailer, por isso não sei se recomendo muito que o vejam antes de verem o filme. É que este já tem tão pouco para ver e se vocês virem o trailer ficarão com muito pouco para se arrepiarem. Estão por vossa conta.
http://www.youtube.com/watch?v=UYfy8pYXXko

Comprar
Podem ir buscar o dvd bem baratinho aqui na Amazon Uk ou então comprarem antes o Blu-Ray.

IMDB
http://www.imdb.com/title/tt0425430/

——————————————————————————————————————

Filmes semelhantes e 100% orientais de que poderá gostar:

A Tale of Two Sisters

——————————————————————————————————————

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s