Bichunmoo (Bichunmoo-O Guerreiro) Young-jun Kim (2000) Coreia do Sul


Tens 12 anos, kurtes uma beca de filmes porque têm muita acção e axas a MTV o máximo porque é boé da cool, porque yá, sim e essas cenas ? Então vais adorar [“Bichunmoo“] porque este filme é para ti jovem.

Para o resto do pessoal, tenham medo, muito medo, porque se comprarem este filme, particularmente a sua edição Portuguesa de nome “Bichunmuu-O Guerreiro” (parece nome de churrasqueira), vão desejar antes ter queimado um par de notas porque ao menos isso provocaria alguma reacção emocional.
[“Bichunmoo“] é um dos piores filmes Wuxia que poderão ter o azar de comprar na vossa vida e é tão mau que até faz com que coisas semelhantes como “Shinobi” pareçam ser cinema.

Isto de uma pessoa andar á procura de filmes fora do sistema comercial americano, também tem os seus riscos e de vez em quando por falta de mais informação sobre um titulo (ou excesso de hype á sua volta), lá nos caiem em cima coisas que nem se percebe porque foram feitas.
No caso deste [“Bichunmoo“], infelizmente só se percebe tarde demais quando espreitamos os making of do filme e nos deparamos com os seus criadores a dizerem todos orgulhosos que este foi feito para agradar precisamente á geração MTV e a toda a gente que acha aqueles filmes Wuxia “menores” como “Hero” uma grande seca porque são chatos e assim essas coisas, tás a ver…

Foi pena eu não ter sabido disto antes de comprar este [“Bichunmoo“], pois teria poupado algum dinheiro. Ainda por cima fui idiota o suficiente para comprar a genial edição Portuga em dvd onde mais uma vez se demonstra que neste país não só se editam todos os monos que pareçam ser de Karaté (filmes orientais=karaté), como ainda por cima são editados com condições técnicas no mínimo duvidosas e aparentemente sem grande controlo de qualidade antes do produto ser atirado para os cestos de promoções dos hipermercados.
É que vocês não sabem, mas como se já não bastasse o filme ser mau, ainda por cima parece que alguém aqui no nosso país decidiu transformá-lo numa comédia hilariante porque mais ou menos durante os últimos 40 minutos finais, o som do dvd está completamente dessincronizado pelo menos com sessenta segundos de atraso em relação ao que se passa na imagem.
Se quiserem rir á parva comprem o dvd pois há um par de momentos absolutamente hilariantes durante a parte final por causa deste pormenor no som. Quase que redimem o filme e pela qualidade deste bem que podem agradecer á editora Portuguesa.

Mas afinal qual é o problema com este filme, [“Bichunmoo“] ?
Bem, começa logo por aí, porque de filme tem muito pouco. Parece mais um telefilme, ou pior um episódio dos Power Rangers.
A primeira impressão que se tem quando começa é que a fotografia está um bocado deslocada da atmosfera que a história mereceria ter.
As imagens mais parecem seguir aquele estilo gráfico de telenovela TVI onde todo o cenário está constantemente iluminado com óbvios focos de luzes ás cores por todo o lado, do que própriamente se nota que houve uma preocupação em criar-se uma atmosfera que servisse o argumento.
Por outro lado a malta do MTV vai gostar pois o filme assemelha-se estéticamente a um enorme videoclip de duas horas.
Como resultado, parece mais que estamos a ver um mau produto televisivo em que o estilo de iluminação muda constantemente do que um filme supostamente feito para cinema. Será que despediram sucessivamente vários directores de fotografia ?
Logo neste aspecto se o objectivo dos seus produtores era evitar parecer-se com o filme “Hero” então começaram logo bem pois muito poucas imagens se poderão comparar.
Para já nem falar do resto do filme.

[“Bichunmoo“] supostamente é outra adaptação de uma famosa Manga oriental e como tal muito do seu sucesso deveu-se precisamente a isso, embora sinceramente eu não consiga perceber como raio é que esse tipo de adaptações inevitávelmente dão origem a filmes cada vez piores.
O que se passa com estes orientais ? Quando as suas histórias Wuxia são argumentos originais normalmente o resultado é sempre excelente, mas quando estes adaptam bandas-desenhadas parece que todo o talento asiático para criar cinema do género se evapora e o resultado são sempre produtos completamente desiquilibrados ficando sempre a meio termo entre o filme infantil e o drama para adultos, falhando miserávelmente em ambas as abordagens.
Já tinha contecido em “Shinobi“, aconteceu neste [“Bichunmoo“] e voltou a acontecer no épico “Battle of Wits” também adaptado de outra popular Manga, embora ao menos este último não tenha tido estética de teledisco ao contrário do presente filme.

Em termos de argumento, levamos com a habitual história de vingança do rapazinho que vê a sua aldeia destruída pelo mau de serviço, depois cresce e torna-e um espadachim um bocado traumatizado que basicamente resolve chinar (hehe) o gajo mau que é mesmo mau, diga-se de passagem. Tão mau que até consegue gritar com boca fechada na última metade do filme se estiverem a ver o dvd editado em Portugal.
Não haveria grande mal com este argumento formulático se a realização do filme estivesse á altura, o problema é que parece que alguém achou que o que interessava em [“Bichunmoo“], seriam as sequências de acção e como tal, qualquer coisa que se pareça com um fio de argumento apresentado de uma forma lógica apenas lá está para ligar a próxima cena de porrada super-ultra-cool-mega estilosa que pode ser mal filmada mas nem por isso deixa de ser também ainda por cima muito “bem” iluminada por belos focos multicolores ao melhor estilo teledisco dos anos 80.
É que lá por ter muita acção não quer dizer que estes segmentos sequer estejam particularmente bem feitos o que ainda agrava mais o resultado, pois a própria montagem é do piorio.
Se esperam seguir uma história com alguma lógica narrativa, esqueçam.
A meio do filme nem vocês sabem como as coisas acontecem ou porque acontecem e a história dá saltos completamente inesperados que nem me vou dar ao trabalho de detalhar agora aqui.

Pelo meio, para confundir ainda mais as coisas, o filme de repente muda de estilo e por momentos parece que tenta ser um drama romântico de fazer chorar as pedras da calçada ao melhor estilo oriental. Mas por essa altura tudo o resto já é tão mau e tão irrelevante que pouco nos importamos com o destino do par romântico. Ainda por cima o realizador deve ter pensado que para criar romance e emocionar o espectador bastava usar todos os clichés do género e assim levamos com as mais banais cenas dramáticas ao pior estilo telenovelístico durante os poucos momentos que ainda poderiam ter salvado este filme se tivessem conseguido introduzir nesta história alguma alma.

Acontece que quem realizou [“Bichunmoo“], não possui o talento da pessoa que filmou “Fly Me to Polaris” e portanto, isto de manipular clichés românticos e filmar ao estilo videoclip, tem que se lhe diga pois esse filme provou definitivamente que a “banalidade” romântica também pode ser uma arte quando os seus ingredientes são trabalhados correctamente.
Coisa que não se nota em neste filme, pois mesmo tentando usar os mesmos truques que “Fly Me to Polaris” tão bem usou para nos emocionar, nunca nos consegue tocar minimamente porque a história de amor parece estar mais lá porque faz parte da fórmula e havia que equilibrar a espadeirada de plástico, do que propriamente porque o realizador tenha algum talento para filmar histórias românticas.
É que ainda por cima esta parte parece clonada de “Shinobi“, o que não é propriamente a melhor referência quando a ideia seria criar uma empatia com o espectador.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Possivelmente o pior filme Wuxia que vi até hoje.
Só comparável a outros monos como “Shinobi” ou “Seven Swords”.
Os próprios produtores do filme afirmam orgulhosamente que [“Bichunmoo“], foi feito a pensar na geração MTV e por isso tirem daqui as vossas conclusões. )
Se calhar até vão gostar, mas sinceramente duvido.

Mais uma vez, cuidado com as reviews que classificam este filme de absoluta maravilha, pois podem acabar com um dvd nas mãos que não vale o disco em que está gravado. 
E atenção que a edição portuguesa tem um problema no áudio e a última metade do filme tem o som com um atraso de mais de um minuto em relação á imagem, o que o torna hilariante.
Mas nem um som em condições conseguiria evitar que este filme fosse tão mau.
Se eu vejo mais um foco de luz azul em estética de videoclip á contraluz acho que derreto este dvd.
Uma tigela de noodles, por tudo e mais alguma coisa, pois nem sequer algumas imagens bonitas esporádicamente localizadas ao longo da história conseguem evitar que este filme seja realmente mau.

noodle2.jpg 

A favor: ao menos com a edição portuguesa dá para rir na última metade do filme por causa do problema de som. Apesar da confusão estilizada na direcção de fotografia, o filme contém algumas imagens bonitas ao melhor estilo oriental. A edição portuguesa contém a pista de som original em coreano. Apesar de tudo é uma compra indispensável para quem tem o culto do “mau” cinema que é tão mau que se torna genial. Se virmos a coisa por esse prisma este filme é uma obra prima do mau cinema.
Contra:  mesmo mau o trailer é muito melhor que o filme, um vazio, os personagens não transmitem qualquer emoção, a estética esforça-se demasiado para ter estilo a todo o momento, não há qualquer empatia com o espectador, a realização do filme é muito má e totalmente desiquilibrada com um estilo televisivo que só o prejudica ainda mais, a história de amor não tem um pingo de interesse, a montagem é péssima, não se percebe se quer ser um filme para adolescentes ou um drama Wuxia a sério, o filme tem duas horas !!
Mais uma vez cuidado com o (incompreensível) hype á volta desta obra em alguns sites e não julguem que este [“Bichunmoo“] é algo semelhante a um “O Tigre e o Dragão”, “Hero” ou “House of the Flying Daggers”. Não é.

——————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS

Trailer
http://www.youtube.com/watch?v=iZH7V2jrUdM

Comprar
Se quiserem comprar a versão com o som todo trocado a partir do meio do filme, podem encontrar a edição portuguesa deste dvd no cesto de promoções em qualquer hipermercado perto de vós.
Se no entanto acharem que vão gostar disto e quiserem comprar uma cópia em condições podem encontrá-la a pouco mais de 3€ actualmente na Play-Asia na sua vertente de edição normal.
http://www.play-asia.com/paOS-13-71-7j-49-en-15-bichunmoo-70-cjq.html

IMDB
Onde poderão ver o quanto este filme divide opiniões.
http://www.imdb.com/title/tt0278351/

——————————————————————————————————————

Se gostaram deste poderão gostar de:

Shinobi   A Chinese Tall Story   The Promise      The Myth 

——————————————————————————————————————

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s