Tian di ying xiong (Warriors of Heaven & Earth) Ping He (2003) China


Gostei muito de [“Warriors of Heaven & Earth“], pois em certos momentos até fez-me lembrar um filme de Riddley Scott.
Estéticamente há um pouco de “Gladiator” ou de “Kingdom of Heaven“, neste filme chinês que mesmo assim consegue manter a sua identidade cultural apesar do ambiente, a fotografia e até a realização terem algumas semelhanças com o trabalho de Scott.  Se este tivesse nascido na China possívelmente teria realizado este simples mas divertido filme medieval oriental.
[“Warriors of Heaven & Earth“], tem sabor a série B com aura de Western clássico embora situado numa China antiga e na sua simplicidade é para mim um dos melhores filmes filmes de aventuras que poderão ver se quiserem passar um par de horas descontraídas.

Não é nenhuma obra prima, não ficará na história do género mas é muito melhor do que aparenta ser no péssimo trailer que existe por aí.
Pela apresentação ficamos com a ideia que [“Warriors of Heaven & Earth“], pretende ser um filme wuxia sério, algo violento e muito dramático quando na verdade o seu espírito está bem mais perto de um Indiana Jones do que própriamente tentará ser um “Hero” ou um “Curse of the Golden Flower“.
O trailer (americano?), deste filme deve ter uma das piores narrações que me lembro de ter ouvido nos últimos anos e aposto que foi um dos principais responsáveis por [“Warriors of Heaven & Earth“], não ter sido um filme particularmente popular pois passou bastante despercebido a quando da sua estreia e continua a não ter grandes reviews. O que me surpreende bastante, pois tem tudo para se tornar num filme de culto dentro do cinema de aventuras de espírito mais clássico.

Talvez seja por isso que [“Warriors of Heaven & Earth“], não agrade muito ás audiências modernas, mais habituadas a filmes cheios de estilo e estética videoclip com montagens rápidas e muitos efeitos especiais do que a uma narrativa mais tradicional.
[“Warriors of Heaven & Earth“], é um filme oriental á moda antiga, com personagens á moda antiga e acção ao estilo mais clássico e real sem grandes rasgos de imaginação digital. Mas isto não quer dizer que não tenha excelentes momentos de acção e até mesmo alguns (desnecessários) efeitos especiais, porque afinal este é um filme sempre em movimento que não perde tempo em grandes considerações e mantém o espectador  interessado até ao seu final, previsível mas nem por isso menos conseguido.

Pelo meio ainda temos direito a um dos vilões mais divertidos, unidimensionais e estéreotipados que me lembro de ter visto num filme oriental, só comparado ao gajo “mau” de “Returner”. Mas que neste filme está perfeitamente de acordo com o espírito ligeiro desta aventura e até acaba por lhe dar ainda mais identidade, notando-se que o actor se deve ter divertido muito a fazer este papel.
Embora eu não negue que se [“Warriors of Heaven & Earth“], tivesse tido outro tipo de vilão, se calhar teria sido uma obra mais apreciada e levada a sério por quem agora não lhe dá o devido valor só porque o filme tem um espírito quase juvenil na forma como retrata esta aventura.

Sinceramente estou para aqui a tentar encontrar algo de verdadeiramente negativo para mencionar sobre [“Warriors of Heaven & Earth“], mas não me lembro de nada.
A realização é boa, tem um ritmo narrativo excelente, as cenas de acção cumprem perfeitamente, os personagens-tipo são divertidos, são variados e têm personalidade.
Além disso o filme conta com cenários naturais absolutamente fantásticos e muito, muito bem utilizados para dar uma dimensão bem mais épica a este filme, do que aparenta ter no péssimo trailer.
Aliás uma das coisas que mais gostei foi precisamente a forma como o ambiente está baseado nos grandes espaços abertos presentes ao longo de toda a história e transforma as mágnificas paisagens naturais da China quase num personagem á parte.

Pelo péssimo trailer ficamos com a ideia de que [“Warriors of Heaven & Earth“], seria uma espécie de filme de guerra ao estilo antigo, cheio de batalhas e estratégias militares com personagens muito sérios, dramas militaristas intensos e pouco mais. Mas na verdade o filme tem um estilo bem diferente. As cenas de acção são menos épicas e mais pequenas e encontram-se espalhadas ao longo da história centrando-se em cada um dos personagens e criando um ambiente quase de banda desenhada que resulta muito bem e onde até nem faltam alguns ligeiros mas divertidos momentos de humor a equilibrar as coisas e claro também uns pózinhos de história de amor ao estilo oriental.

Curiosamente, o filme tem no entanto uma coisa estranha. Ou isto é muita, muita coincidência, ou  [“Warriors of Heaven & Earth“], será uma espécie de plágio (remake?) não assumido em estilo ligeiro de um outro filme oriental do género chamado “Musa – The Warrior” realizado alguns anos antes.
É que a história é semelhante em muitos aspectos, segue a mesma estrutura, alguns personagens parecem clones e até a parte final do filme é exactamente idêntica quando tudo se desenrola á volta da típica situação em que os herois estão sitiados numa fortaleza no meio do deserto cercados de inimigos.

Em ambiente são duas obras diferentes, pois “Musa – The Warrior” está realmente muito mais perto do estilo de um “Braveheart” oriental e  [“Warriors of Heaven & Earth“], segue uma linha mais juvenil mas têm muitos pontos de contacto o que até nem sequer é uma coisa negativa.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Um óptimo filme de aventuras oriental para quem não procura mais do que um par de horas bem passadas.
Ignorem o péssimo trailer, pois o filme é bem mais interessante do que aparenta ser.
Recomendo vivamente e só não lhe dou uma classificação mais elevada porque lhe falta um toque especial.
Mas que é bom é.
Quatro tigelas e meia de noodles.

noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg

A favor: personagens, história de aventuras á moda antiga, boa realização a piscar o olho ao estilo Riddley Scott, excelente aproveitamento das mágnificas paisagens naturais, banda sonora a condizer.
Contra: o trailer dá uma ideia errada do filme. Tirando isto não há própriamente nada que seja verdadeiramente negativo para quem não estiver á espera de mais do que ver um bom filme de aventuras.

—————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS:

Mau Trailer
http://www.youtube.com/watch?v=9V2VGs1yaGU

Comprar
Por acaso, até existe uma boa edição Portuguesa deste filme e certamente não terão muita dificuldade em encontrá-lo numa Worten, Fnac ou qualquer hipermercado.
No entanto caso queiram comprar a edição inglesa (também com legendas em Português) podem fazê-lo na Amazon Uk por menos de 5€.

IMDB
http://www.imdb.com/title/tt0374330/

——————————————————————————————————————

Se gostou deste poderá gostar de:

The Myth The Promise

——————————————————————————————————————

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s