Ju-On 1 & 2 (Ju-On 1 & 2) Takashi Shimizu (2000 e 2003) Japão


Esta review vai em formato de dois em um, porque na verdade falar do primeiro [“Ju-On“] e não falar logo do segundo seria desperdiçar espaço e repetir a temática num texto futuro.

Até porque o segundo filme começa exactamente onde o primeiro acaba e continua a mesma história.
E já que falo no argumento nem me vou dar ao trabalho de o resumir, pois no caso de [“Ju-On“] como diria Teresa Guilherme, isso agora não interessa nada.
E não interessa porquê ? Porque simplesmente o ténuo fio de história não passa apenas de uma justificação para uma colagem de sucessivos segmentos extremamente arrepiantes e assustadores que percorrem os dois filmes e onde o realizador desenvolve as mais variadas e inesperadas ideias sempre com o propósito de nos dar cabo dos nervos e apresentar-nos motivos suficientes para nunca mais dormirmos debaixo de cobertores, tomar banho de chuveiro ou andar de elevador.

Neste aspecto, [“Ju-On“] na minha opinião não podia ser melhor e mais eficaz, pois acho que deve ser um dos melhores filmes de terror que anda por aí, se valorizarmos o género pela criação de atmosfera.
[“Ju-On“], não precisa de história para nada, não é isso que interessa. Ninguém vai ver este filme para ver um drama com desenvolvimento de personagens. Vemos isto para nos assustarmos e nesse aspecto, pelo menos para mim este filme é uma das grandes obras primas do cinema de terror contemporaneo, porque mesmo que o veja dezenas de vezes continua a meter medo.

Isto porque não é um filme que dependa da história ou até mesmo das surpresas para assustar. [“Ju-On“], é essencialmente uma obra que assusta pelo ambiente que cria e este não está dependente de nenhum argumento, ou sequer de pregar sustos “inesperados” com som ALTO á moda dos filmes de pseudo-terror para teenagers americanos.
Não quer dizer que não recorra também a um par de momentos que nos fazem saltar da cadeira, mas curiosamente os mais eficazes são aqueles baseados no extremo silêncio de algumas sequências e não na súbita imagem nojenta que pudesse aparecer.
[“Ju-On“], é terror de puro ambiente e ambos os filmes seguem essa linha muito, muito bem.

Curiosamente o remake “americano” foi filmado pelo mesmo realizador dos originais, o que dotou as versões americanas de muito mais identidade do que é costume, embora quem já tenha visto estes originais não vai já achar grande novidade ou impacto nos remakes produzidos por Hollywood e como tal são na mesma completamente dispensáveis pois pouco mais fazem do que reproduzir o que já foi feito mas com caras conhecidas americanas. Aliás, não se percebe mesmo para que raio é que se deram ao trabalho de refazer um filme que já era perfeito, até porque o remake é practicamente idéntico em tudo embora um bocadinho mais plástico, pois apesar de manter a sua identidade sente-se sempre a influência do estilo americano por detrás, nomeadamente no facto de ter muitos mais sustos de som ALTO do que precisava ter.
Takashi Shimizu, o realizador practicamente construiu uma carreira a refazer sempre o mesmo filme [“Ju-On“]. Além dos filmes originais e dos remakes americanos, realizou também outros remakes para a televisão japonesa e parece condenado a não produzir mais nada de original enquanto isso.

No entanto, não há dúvida que [“Ju-On“] no seu original japonês, é realmente um grande filme de terror. Pode não ser para toda a gente, mas para mim é um daqueles mesmo perfeitos para ser visto noite dentro, sózinho, de luzes apagadas e a chover lá fora.
Além disso, quem gosta de filmes de terror com criancinhas absolutamente creepy tem aqui algo que o manterá congelado no sofá ao ponto de nem sequer notar que o filme tem para lá uma história qualquer que nem interessa nada.
E a quem sofra do coração, se calhar é melhor não ver [“Ju-On“] com o telemovel ligado ao lado.

Na sua simplicidade e apesar de recorrer a todos os truques do cinema de terror oriental moderno inaugurados pelo já clássico “Ringu”, é um filme que faz tudo bem para nos arrepiar e como tal na minha opinião é um pequeno produto low-budget sem falhas que mereçam ser apontadas.
Podem ver o primeiro [“Ju-On“] sem precisar de ver o segundo e até podem ver o segundo [“Ju-On 2“] sem ver o primeiro, mas se virem os dois juntos estes formam um excelente filme de terror com uma duração de aproximadamente 3 horas onde não se passa mais nada a não ser momentos de puro medo e também algumas cenas nojentas no segundo filme que não serão própriamente aconselhadas a mulheres grávidas…

Não esperem uma estrutura ao estilo americano. Este não é um filme de suspanse com base nos habituais clichés de hollywood e se calhar até pode ser um filme parado para muito boa gente, pois aqui o horror é totalmente construído com base em silêncio e não em violência e pirotécnia á americana.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:
Dois excelentes filmes de terror que podem ser vistos isoladamente mas perfeitos para serem vistos de seguida.
A prova de que ás vezes a simplicidade compensa e vale mais um ambiente perturbante do que mil efeitos especiais.
Não há muito mais a dizer.
Os dois filmes são assustadores como o “#$%% e por isso levam cinco tigelas de noodles sem qualquer sombra de dúvida, embora o primeiro [“Ju-On“] seja melhor e mais assustador que o segundo. Embora não sejam muito diferentes e a única razão porque isso acontece é porque no segundo já vamos á espera daquilo com que podemos contar e a surpresa não será tanta.

A favor: o clima de medo, a tensão, os silêncios angústiantes, apesar de básica a história serve perfeitamente o filme e as situações estão muito bem ligadas numa estrutura de puzzle, tem uma criancinha fantasma absolutamente arrepiante, tem muito poucos efeitos especiais e tudo é construído com base na atmosfera.
Contra: não se afasta dos clichés habituais do cinema de terror oriental.

——————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS:

Trailer
http://www.youtube.com/watch?v=e8R1dODSbzU

Comprar
Existem óptimas edições nacionais, que poderão encontrar ainda em toda a parte. Inclusive nos cestos de promoções em hipermercados ou nas FNAC espalhadas pelo país.
Em alternativa podem encontrar o primeiro filme e o segundo filme em DVD a um preço fantástico na Amazon Uk por isso é de aproveitar.

IMDB
Ju-On –  http://www.imdb.com/title/tt0330500/
Ju-On 2 – http://www.imdb.com/title/tt0367913/

——————————————————————————————————————

Filmes semelhantes de que poderá gostar:

A Tale of Two Sisters

——————————————————————————————————————

Advertisements

One thought on “Ju-On 1 & 2 (Ju-On 1 & 2) Takashi Shimizu (2000 e 2003) Japão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s