CINEMAsiatico.wordpress.com

My Blueberry Nights ( My Blueberry Nights ) Wong-Kar-Wai (2007) China

3 comentários


Jude Law ?
Norah Jones ?
Natalie Portman ?
Las Vegas ?!!…
E perguntam vocês, – será que me enganei no blog ?…
Não se preocupem porque estão no lugar certo pois esta ainda é uma página sobre cinema oriental.
E apesar das aparências, [“My Blueberry Nights“], é na verdade um filme chinês (embora ainda por cima seja também uma co-produção francesa).

Segundo Wong-Kar-Wai, a única razão porque o filme se passa (por acaso), nos Estados Unidos e é falado em inglés é apenas porque o realizador queria trabalhar com Norah Jones e esta não sabe falar chinês.
Como segundo ele, todo o conceito do filme foi pensado á volta da cantora, agora promovida a actriz, a maneira menos trabalhosa de o filmar foi fazê-lo inteiramente na América.
Desde já é melhor deixar descansados todos aqueles que como eu, já pensavam que Wong-Kar-Wai se tinha vendido ao sistema comercial de Hollywood. Isso não aconteceu.
Tal como diz o realizador, o facto do filme se passar nos Estados Unidos é irrelevante pois poderia ter sido filmado em qualquer parte do mundo ou em qualquer lingua, caso Norah Jones não fosse americana.
Sendo assim, não se preocupem que isto não é a habitual love-story made-in-usa cheia de clichés telenovelísticos e videoclips MTV ao sabor do Hit teen do momento para vender jeans ou creme para as borbulhas.
Apesar dos nomes sonantes que figuram no cartaz, [“My Blueberry Nights“], é um verdadeiro Wong-Kar-Wai e segundo o realizador, até pode ser considerado uma sequela a nível temático para o fabuloso “In The Mood For Love“, o que não deixa de ser interessante pois á primeira vista parecem não ter muito em comum. Mas quando o virem vão perceber plenamente a afirmação. Até porque de repente a meio do filme surge uma nova versão da banda sonora do “In The Mood For Love” ligando imediatamente os dois filmes com esta simples referência colocada precisamente numa das suas cenas emblemáticas semelhantes nos dois filmes.

Adorei este filme. E sinceramente não estava á espera que fosse tão bom e muito menos que continuasse a ser um Hong-Kar-Wai puro com tanta referência americana e tanto imaginário gringo. Mas a verdade é que  [“My Blueberry Nights“], até á data deve ser o meu filme favorito deste ano.
Na minha opinião ninguém escreve e filma melhor, histórias “sobre nada” como Kar-Wai o faz.
E eu não posso habitualmente com Road-Movies.
Mas este é único, pois na verdade é uma espécie de road-movie para a alma em ambiente de jazz e blues.
Apesar do filme se parecer com uma canção de Tom Waits fiquei bastante surpreendido quando numa das entrevistas o próprio realizador afirma ter baseado o personagem de Jud Law e o ambiente onde este vive precisamente numa canção de Waits.
E mais uma vez Wong Kar Wai conseguiu passar para imagens a emoção por detrás dos diálogos e tornar o “nada” da história num todo absolutamente perfeito.
Como habitualmente no cinema de Kar-Wai, é muito difícil resumir em palavras as suas histórias, pois o que importa nelas nunca é o percurso físico de cada personagem, mas sim a sua viagem emocional e isto sem qualquer conotação pseudo-intelectual, pois Kar-Wai é essencialmente um realizador de emoções simples e mais uma vez isso nota-se em  [“My Blueberry Nights“], deixando muita gente confusa.
Especialmente aqueles que foram ver este filme a pensar que seria a costumeira soap-opera americana de amor. E basta vocês lerem alguns cometários no IMDB para perceberem que muita gente ficou um bocado chateada por isto não ser o filme que esperavam.

As pessoas de uma forma geral, procuravam “uma história”. Queriam ver o personagem principal ser o personagem principal ao estilo americano onde este é o motor da narrativa e o autor de tudo o que é importante na história do filme.
Quando não encontraram essa fórmula em  [“My Blueberry Nights“], muita gente parece que ficou um bocado chateada e descarregaram uma chuva de comentários negativos em cima de Norah Jones, acusando-a de ser uma péssima actriz, essencialmente apenas porque o seu personagem “não faz nada” durante o filme todo.
O que muita gente parece não saber é que no cinema de Hong-Kar-Wai não há verdadeiramente personagens principais. Raramente uma personagem é o fio condutor de uma das suas histórias pelas acções que practica ao longo do filme. E também agora, o personagem de Norah Jones, pode parecer a personagem principal, mas o seu papel é do ser a referência que seguimos filme dentro á medida que acompanhamos todos os “secundários” e as suas histórias á volta de Norah.
São os acontecimentos á volta dos “personagens secundários” que depois inevitávelmente se ligam ao percurso emocional da personagem de Norah Jones e a levam ao desfecho romântico que convém a uma inesquecível história de amor como é a de  [“My Blueberry Nights“].

Não precisa acontecer mais nada á volta dela. Este filme não precisa de triangulos amorosos, de vilãs de telenovela, de mal-entendidos que separam casais, de perseguições, de acidentes trágicos e muito menos de uma história na fórmula americana para ser um dos mais românticos filmes que vocês poderão ver.
Para quem não estiver habituado ao estilo de Wong-Kar-Wai, pode ser um filme á partida estranho, mas podem ter a certeza que o vão achar muito atmosférico.
É um daqueles filmes em que parece que nada se passa, mas no entanto torcemos para que o par acabe junto no final, não porque tem que ser mas porque parecem ser mesmo pessoas reais e não actores famosos a desempenhar um papel. Até nos esquecemos que Jud Law não vive na verdade naquele bar e a meio do filme nem nos lembramos que estamos a ver a Norah Jones ou a Natalie Portman.
Os personagens são simplesmente perfeitos na sua simplicidade e tornam completamente reais as pequenas “secundárias” historias de amor ao longo do filme.
Em  [“My Blueberry Nights“], até o actor mais secundário tem o seu momento no ecran e é uma peça importante para a poesia da história.

Neste aspecto, há que destacar o trabalho de dois actores que a meio da história quase que roubam todo o filme e isto é um bom exemplo de como o cinema de Hong-Kar-Wai não tem que ser directamente sobre um personagem principal para ter uma ligação directa com o coração emocional da história de amor.
David Strathairn como o policia traído e Rachel Weisz como a mulher adúltera na minha opinião fazem o coração do filme pois a sua história de amor trágica é o contraponto perfeito para a história dos personagens de Norah Jones e Jude Law.
As interpretações de David Strathairn e Rachel Weisz  neste segmento são absolutamente hipnóticas o que aliado a uma banda sonora de blues, soul e jazz juntamente com a já habitual estética do realizador cria momentos de puro cinema que não irão esquecer tão cedo e passarão a ser uma referência de comparação futura com qualquer outra obra do género, tal como antes tinha acontecido com “In The Mood For Love” e com a sua inesperada “sequela” igualmente romântica mas com contornos de ficção-cientifica, o poético  “2046“.
Wong-Kar-Wai re-inventa-se neste [“My Blueberry Nights“],  copiando-se a si mesmo e o resultado não podia ser melhor, mais poético e mais ambiental.

Mais uma vez Kar Wai faz um filme musical em que ninguém precisa de cantar. Adorei a banda sonora e a maneira como se liga á historia (pelas letras das musicas) e pela atmosfera.
Só lá falta uma música do Tom Waits para tudo ser perfeito, embora Norah Jones sirva perfeitamente, tanto para a banda sonora como para actriz principal, ao contrário do que muita gente já apregoa por aí.
A simplicidade do seu personagem dá importancia a tudo o resto á sua volta. Não confundam isso com um mau trabalho de composição da actriz estreante. Aliás o trabalho de Norah Jones neste filme não fica atrás de qualquer prestação dos seus colegas mais famosos ou experientes.
E ninguém filma planos subjectivos como o Kar Wai. Adoro a maneira como transporta o espectador para uma posição de observador casual, como se tivessemos escutado por acaso algumas conversas ao nosso lado ou estivessemos a passar por uma montra e ouvissemos algo através do vidro sem querer.
Todo o filme está construído sobre este princípio visual o que o torna absolutamente poético.

Na verdade só gostei menos da parte final em Las Vegas, porque detesto aquele ambiente e acho que o Kar Wai é um cineasta de locais sem luz e por isso não gostei que o filme de repente ganhasse luminosidade.
Embora a Natalie Portman tenha um pesonagem trashy excelente, a parte de road-movie também não me disse grande coisa, mas isto sou eu que não acho esse estilo de cinema particularmente interessante e ainda por cima detesto em absoluto o ambiente Las Vegas.
Ignorem o que eu disse portanto.

[“My Blueberry Nights“], é provavelmente um dos melhores filmes que verão este ano. Agora cuidado ao irem ao cinema pois este é um daqueles filmes “chatos” que vai provocar certamente muito aborrecimento de plateias por esse Portugal fora. Daquelas plateias que depois resolvem atirar milho para o ar ou falar ao telemovel enquanto não se passa nada no ecran.
Por isso seria ideal que vissem este filme numa sala de cinema, mas não sei se posso recomendar de todo que o façam num daqueles espaços de centro comercial.
Passemos ao que importa.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Lindo, poético e brilhante.
Um filme chinês que não perdeu a sua identidade mesmo com todas as referências americanas.
Continua a ser um Kar Wai genuíno e um excelente exemplo de cinema intimista sem ser chato ou metido a intelectual.
Ao mesmo tempo é comercial sem tiques de Holywood, o que não podia ser melhor.
É como uma introdução para o “In The Mood For Love” ou até mesmo para o “2046” mas com sabor ocidental e um tom bem mais comercial.
Cinco tigelas de noodles e um Golden Award como selo de qualidade.

noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg gold-award.jpg

A favor: tudo, personagens, ambiente, banda sonora, simplicidade da história, poesia, romantismo, fotografia, realização
Contra: mesmo assim não é tão bom quanto “In The Mood For Love“(?). Ou se calhar é…e não devia.😉

——————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS:

Trailers
http://www.youtube.com/watch?v=86kckraMXtI
http://www.youtube.com/watch?v=zFWEWwE-hjc

A edição portuguesa mais uma vez é muito fraquinha, tanto em qualidade de imagem como principalmente na qualidade de som, por isso evitem-na a todo o custo.

COMPRAR
Aproveitem os preços baixos da Amazon Uk no que toca a filmes orientais e não deixem de comprar My Blueberry Nights em DVD ou então em Blu-Ray enquanto a baixa de preços se mantém.😉

Quem quiser ver um bom documentário de making of, pode seguir os links abaixo.
Contém alguns *spoilers* a nível do que acontece na história mas nada de grave pois a força deste filme não está no que acontece de fora mas sim por dentro.
Nota: Por qualquer motivo, se tentarem ver isto nos pop-up automáticos do blog, estes links poderão indicar que o ficheiro já não existe, mas se clicarem efectivamente neles verão que os segmentos continuam no YouTube.
http://www.youtube.com/watch?v=ajFK_hYy1OQ
http://www.youtube.com/watch?v=ejuAFbf4gEI&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=VWpPUMuSFjw&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=mXjiFvzMssg&feature=related

IMDB
http://www.imdb.com/title/tt0765120/

Norah Jones ao vivo cantando a música da banda-sonora
http://www.youtube.com/watch?v=pr3n7ZrLxow

——————————————————————————————————————

E se gostaram de [“My Blueberry Nights”], então irão certamente gostar dos seguintes filmes.
In The Mood For Love” e “2046” ,embora menos comerciais (de um ponto de vista ocidental) foram claramente a inspiração para a presente incursão americana de Wong Kar Wai. Tanto em temática quanto em estilo visual e são dois filmes românticos imprescindíveis para quem não tiver receio de ver o que o bom e sofisticado cinema-de-autor é capaz de produzir sem precisar de se armar em intelectual.

———————————————-

E para finalizar, fica aqui uma curta metragem (publicitária) inédita em video, realizada por Wong-Kar-Wai.
http://www.youtube.com/watch?v=gBsbEopulOM&feature=related

Autor: Alcaminhante

Chamo-me Luis, tenho 45 anos e sou desenhador gráfico/ilustrador de profissão. www.icreateworlds.net Trabalho essencialmente como freelancer em ilustração tradicional e também em criação gráfica destinada á internet. Também trabalho em Banda Desenhada e quem quiser ir buscar os pdfs grátis do meu livro "As Aventuras do Príncipe Ziph" , sigam para aqui: http://icreateworlds.net/banda-desenhada-quadrinhos-gratis Interesso-me essencialmente por cinema, literatura, fotografia e longas caminhadas ao ar livre o mais longe de centros urbanos possível. De preferência junto ao mar e em praias isoladas. Tenho actualmente um blog sobre Cinema Oriental, outro sobre Ficção-Cientifica e ainda um site sobre Marte que podem encontrar aqui: http://www.o-enigma-de-marte.info Espero que gostem das sugestões e voltem sempre. Luis

3 thoughts on “My Blueberry Nights ( My Blueberry Nights ) Wong-Kar-Wai (2007) China

  1. Olá!

    Retribuindo a visita. E deixando um Parabéns! Seu texto é ótimo! O li quase sem respirar.

    Olha, eu não estranhei Las Vegas, o Cassino, no filme. Até porque para a personagem da Norah Jones que sonhava poder comprar um carro, ela estava ciente que ali a grana com gorjetas viriam muito mais rápido. E com um carro, ela faria o seu próprio itinerário.

    Ah! Se não se importar, irei linkar seu Blog no meu.

    Abraços,

  2. Olá… já havia comentado na review de DAYS OF BEING WILD (no Brasil, Dias Selvagens) e renovo tdo o que penso do cinema de Kar-Wai.

    Quanto a My Blueberry NIghts (aqui ficou UM BEIJO ROUBADO) preciso me render a seus comentários, porque foi a primeira pessoa que vejo comentar algo que eu percebi: KAR-WAI NÃO MUDOU!

    Posso não ser um crítico de Cannes (aqueles mesmos que não o aplaudiram tanto em 2007 na França), mas sinto o cinema desse que para mim é um dos maiores cineastas vivos.

    E tenho dito que os relacionamentos difíceis em ambientes claustrofóbicos continuam, as mesmas câmeras e sons…

    ainda amo kar-wai.

  3. Pingback: “2046” (2046) Wong-Kar-Wai (2004) / “In the Mood For Love” (Fa yeung nin wa) Wong-Kar-Wai (2000) China |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s