CINEMAsiatico.wordpress.com

A Tale of Two Sisters – Kim Ji-Wun (2003) Coreia do Sul

5 comentários


Alguns anos atrás quando procurava algo diferente do cinema americano vi “Ringu” de Hideo Nakata mas para dizer a verdade não fiquei particularmente impressionado (ou assustado) com essa obra tão reconhecida pela crítica e elogiada mundo fora.
Quando li que [” A Tale of Two Sisters “], tinha ido beber ao estilo de terror presente no filme de Hideo Nakata ainda hesitei em comprar este dvd apesar das excelentes reviews que tinha lido na internet, pois não queria apanhar outra decepção como quando comprei “Ringu” alguns anos antes.
Deixem-me dizer-vos no entanto e desde já, que [” A Tale of Two Sisters “] é algo verdadeiramente á parte, tanto dentro dos filmes de terror como até mesmo no género dramático.

Com isto quero dizer, que este é um filme que poderá agradar a muito mais gente do que apenas ao publico de cinema de terror, pois o filme vai muito para além do cliché habitual, apesar de nem se notar isso no trailer.
Mesmo sendo um filme que assusta e nos arrepia por completo em alguns momentos, ao mesmo tempo consegue ser uma história com imensa poesia e alma. O que é um verdadeiro feito, tendo em conta a atmosfera gélida que percorre todo o ambiente do filme.
Isto porque consegue ser um filme de terror extremamente feminino no sentido mais poético que conseguirem imaginar. É um filme com uma sensibilidade e uma candura que não me lembro de ter visto antes em cinema de terror e isto graças ás duas personagens principais. Duas irmãs em cujo a história (e o mistério) se centram e que contrastam em absoluto com a frieza do ambiente em que os personagens se encontram.

O argumento gira á volta de duas irmãs adolescentes , Su-mi e Su-yeon que regressam a casa do pai após uma ausência não determinada e voltam a confrontar-se com a maléfica madrasta que insiste em torturar psicológicamente a rapariga mais nova sempre que tem oportunidade. Isto com o total desconhecimento do pai das adolescentes que se recusa a acreditar nas denúncias da filha mais velha.
Ao mesmo tempo que isto acontece, algo e passa na casa pois uma presença sobrenatural parece co-habitar também o local embora só as mulheres a sintam, pois o pai das adolescentes parece fazer uma vida normal embora continue no entanto também a interagir de forma fria e distante para com as irmãs adensando ainda mais o enigma.
Qual a razão de tanta frieza ? Quais as razões do ódio da madrasta ? Estará a casa realmente assombrada ?

Estas e muitas mais questões vão sendo respondidas ao longo do filme e contrariamente ao habitual o espectador nem tem de esperar até ao final para obter algumas respostas e apanhar pelo caminho algumas surpresas também.
No entanto a cada resposta que o argumento nos dá, uma nova questão substitui o anterior mistério e no final o espectador já conta com uma boa dezena de perguntas que precisam de ser respondidas e não nos deixam tirar os olhos do ecran nem por um segundo não vá a solução escapar-nos por entre a intricada malha de pistas e contra-pistas que até ao final o filme nos atira á cara para nos aterrorizar, maravilhar e acima de tudo, confundir-nos.
E notem que certamente irão sair de uma primeira visão deste filme, muito confusos.
Na verdade esse é o grande trunfo deste filme. Podem contar com muitas boas horas de discussão sobre o que aconteceu realmente, após os créditos finais deixarem de passar no ecran.

O filme manipula o espectador a um nível que raramente se encontrou num filme de terror. Não esperem uma história linear, não esperem uma explicação de bandeja no final e na verdade, não esperem um final como…aquele que esperam.
Todo o filme é como um gigantesco puzzle muito bem contruído. Tão bem montado que se torna quase um filme interactivo pois requer que o espectador participe na sua decifração juntamente com os personagens e isto é muito dificil de explicar sem revelar aqui muito mais.

Se gostam do cinema de David Lynch, imaginem uma espécie de Twin Peaks coreano, com uma banda sonora absolutamente hipnótica e um argumento a condizer, mas aplicado ao clichés do filme de terror oriental.
Não esperem encontrar neste filme apenas os habituais sustos. Vão assustar-se, ( e os arrepios começam logo pelo menu do dvd se comprarem a edição que eu tenho), vão confundir-se e acima de tudo vão supreender.se.
E irão divertir-se também, especialmente se gostarem de resolver enigmas pois encontrarão aqui um á altura.

Tudo isto embrulhado num ambiente gótico-romântico oriental absolutamente fabuloso, em interpretações excelentes e em personagens inesquecíveis particularmente as duas irmãs cujo a união é a alma do filme.
Temos ainda um design de produção perfeito com ambientes muito bem concebidos e iluminados por uma fotografia a condizer que os fará admirar a beleza de cada imagem mesmo que a meio do filme já estejam todos baralhados com a história. E vão estar, por isso ainda bem que têm mais um bom motivo para continuar a ver tudo até ao final.

Entretanto, a fama de [” A Tale of Two Sisters “], chegou inevitávelmente aos Estados Unidos da América e está neste momento quase a sair, o remake americano. Para o bem e para o mal. Para começar os americanos já substituiram as duas novinhas irmãs orientais por duas jovens “young adults” podres de boas com pinta de modelos de comercial de shampoo e tudo indica que o remake de Holywood irá novamente transformar uma obra prima do cinema de terror coreano em mais um filme para consumo de adolescentes ao género de Scream.
Por isso meus amigos, corram a ver o [” A Tale of Two Sisters “] original. Comprem-no ou saquem o filme da net mas vejam-no antes que o remake americano chegue a Portugal e os habituais trailers explicativos para imbecis destruam todo o mistério e surpresa da história original.

——————————————————————————————————————

CLASSIFICAÇÃO:

Um dos melhores filmes sobrenaturais que poderão encontrar. Uma obra prima do género.
Completamente obrigatório até para quem pensa que não gosta de filmes que metem medo.
Cinco tijelas de noodles e um prémio de excelência.

noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg noodle2.jpg gold-award.jpg

A favor: a inteligência do argumento, a realização, as duas personagens principais, casting e interpretações , banda sonora daquelas que não se esquece, cenografia a condizer com uma fotografia perfeita, a complexidade da narrativa, os momentos assustadores e o excelente equilíbrio entre o drama psicológico e o filme de terror.
Contra: nada. Embora para alguns o ritmo contemplativo da narrativa e o facto de não ser um filme para adolescentes ao estilo americano possa ser um entrave para algum público.

——————————————————————————————————————

NOTAS ADICIONAIS:

Para aqueles que vão ficar baralhados com o final da história, sugiro que antes de procurarem uma explicação na internet analisem o cartaz do filme com olhos de ver e vão reparar que na fotografia estão todas as respostas para os enigmas e o encadeamento lógico das mesmas.

O que torna [” A Tale of Two Sisters “]  no primeiro filme que atira todas as pistas á cara do espectador mesmo ainda antes do filme começar sem que as pessoas sequer se apercebam que os autores já estão a revelar muita coisa no cartaz. O que não deixa de ser uma ideia original e da qual só nos apercebemos depois de conhecer a solução da história.

Podem espreitar o trailer aqui
http://www.youtube.com/watch?v=anF5XiN8QY8
Apesar de não parecer, o filme é muito mais do que um filme de terror e por isso na minha opinião o trailer poderia ter sido apresentado de outra maneira, mas de qualquer forma poderão ficar com uma ideia do ambiente gélido da parte assustadora do filme.

Sugiro a compra desta edição
http://www.play-asia.com/paOS-13-71-7j-49-en-15-a+tale+of+two+sisters-70-3bz.html ou então a edição Uk de dois discos com muitos extras que podem encontrar na amazon inglesa a um preço excelente.

Ainda na Amazon Uk, podem comprar o filme também na edição de um só disco ou então na sua versão em Blu-Ray que ficam muito bem servidos.

A minha edição da Play-Asia embora não contenha extras tem um menú excelente para apanhar espectadores desprevenidos e mais não digo. Perfeito para pregar sustos aos amigos e coloca-los logo no ambiente do filme antes deste começar.

AVISO: Ignorem a edição portuguesa a todo o custo, pois não contém o excelente DTS que existe nas edições fora de Portugal e apenas nos vende um filme num banal stereo 2.0 que não faz justiça ao som mágnifico que este filme tem e que na realidade é essencial para poder ser bem apreciado.
Além disso a edição portuguesa é a mais cara actualmente pois todas as outras já se encontram a menos de 10€.

De qualquer maneira, seja em que edição for, este é um filme a não perder por quem gosta de cinema, mesmo que nem sequer seja apreciador de filmes de terror. Ganhe coragem, apague as luzes, coloque o som bem alto e deixe-se levar por este filme enigmático.

——————————————————————————————————————

Filmes semelhantes de que poderá gostar:

——————————————————————————————————————

Autor: Alcaminhante

Chamo-me Luis, tenho 45 anos e sou desenhador gráfico/ilustrador de profissão. www.icreateworlds.net Trabalho essencialmente como freelancer em ilustração tradicional e também em criação gráfica destinada á internet. Também trabalho em Banda Desenhada e quem quiser ir buscar os pdfs grátis do meu livro "As Aventuras do Príncipe Ziph" , sigam para aqui: http://icreateworlds.net/banda-desenhada-quadrinhos-gratis Interesso-me essencialmente por cinema, literatura, fotografia e longas caminhadas ao ar livre o mais longe de centros urbanos possível. De preferência junto ao mar e em praias isoladas. Tenho actualmente um blog sobre Cinema Oriental, outro sobre Ficção-Cientifica e ainda um site sobre Marte que podem encontrar aqui: http://www.o-enigma-de-marte.info Espero que gostem das sugestões e voltem sempre. Luis

5 thoughts on “A Tale of Two Sisters – Kim Ji-Wun (2003) Coreia do Sul

  1. MEDO ( A Tale of Two Sisters/Kim Ji-Wun; Coréia do Sul, 2003 ), dirigido por Kim Ji-Wun , é uma obra-prima do cinema, que transcende qualquer categoria ( apesar de ser classificado como terror ). O diretor ressalta, no making-off, a influência de Hitchcock , o que contribuiu para a estética espetacular da obra. O melhor contudo são as atuações de Im Soo Jung como Su-mi e de Moon Geun Young como Su-yeong. Não se poderá esquecer tão cedo a força dessas atrizes como irmãs no filme. Suas atuações são comoventes ! Filmes como esse provam que a Sétima Arte ainda tem muito a apresentar e que o Oriente é mesmo um portal para a renovação dessa linguagem. Um filme que fica no coração dos verdadeiros cinéfilos
    ( Adriano Miranda-Franca-SP )

  2. Olá Luis
    Adoro os seus reviews pois sempre são iguais ao que penso sobre os filmes, mas não sei me expressar como você faz tão perfeitamente.
    Eu queria perguntar se você já assistiu ao filme ‘Dorm – O Espírito (Dek hor / Dorm)’ Procurei uma review sua sobre esse filme e não achei.
    Caso não tenha assistido eu recomento que assista! É lindo! Não canso de ver. Mas recomendo também que fuja das sinopses, elas não estragam o filme mas estragam uma bela surpresa.
    “Menino de 12 anos é mandado para o colégio interno no meio do ano letivo. após o trauma de chegar num lugar estranho e não conhecer ninguém e o desconforto de dormir numa cama que já pertenceu a um menino que morreu, o dormitório pode estar sendo assombrado por espíritos.”
    O gênero é de terror mas de terror o filme não tem nada.
    Não sei se o filme é vendido em Portugal, aqui, no Brasil, ele já passou na tv a cabo e por isso já tem dublado mas, como sempre, é melhor assistir no idioma original, tem legendas pela internet.
    Trailer: http://www.youtube.com/watch?v=36RfpZz6J4Y
    Depois de ver o trailer lembre-se: Não é de terror!

    • Olá, obrigado pelo apoio e pela sugestão. Estou já á procura e depois digo qualquer coisa.😉
      Não conhecia de todo esse filme mas deve ser o meu tipo de história por isso estou bem curioso.

  3. não consigo achar este filme completo em portugues no youtube. pode me passa o site?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s